menú responsive
AMÉRICA | Defensa
-/5 | 0 votos

De acordo com a ABIMDE

Indústria bélica brasileira espera dobrar de tamanho em 10 anos

SuperTucano1

06/10/2011

(Infodefensa.com) R. Caiafa, Belo Horizonte (Belo Horizonte) - Com os incentivos ficais anunciados pelo Governo brasileiro, setor de defesa estima criar 23 mil empregos diretos nos próximos 10 anos. Isso é quase duas vezes mais do que o efetivo atual.

A indústria bélica brasileira recebeu na semana passada a melhor notícia desde o lançamento da Estratégia Nacional de Defesa (END), em 2008. A presidente Dilma Rousseff assinou medida provisória que isenta o setor do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI), da Contribuição para Financiamento da Seguridade Social (Cofins) e do Programa de Integração Social (PIS) durante cinco anos (leia noticia).

De acordo com a Receita Federal, isso vai resultar em uma redução, em média, de 30% do total de tributos incidentes sobre a cadeia produtiva, um alento em um país onde a carga tributária é uma das principais reclamações dos empresários, junto com a cotação do dólar e a

Contenido gratuito disponible para suscriptores

 

Si todavía no se ha suscrito, pinche aquí, el registro es totalmente gratuito. En caso contrario, introduzca sus datos:

 © Information & Design Solutions, S.L. Todos los derechos reservados. Este artículo no puede ser fotocopiado ni reproducido por cualquier otro medio sin licencia otorgada por la empresa editora. Queda prohibida la reproducción pública de este artículo, en todo o en parte, por cualquier medio, sin permiso expreso y por escrito de la empresa editora.

SÍGUENOS EN

APPS

ENVÍO DE LA NOTICIA A UN AMIGO
Correo electrónico
Tu nombre
Mensaje