AMÉRICA | Empresas
-/5 | 0 votos

0

0

0

0

NI Days 2012 Indústria

Forças Armadas do Brasil mostram cases de sucesso no emprego do LabVIEW

17/05/2012

(Infodefensa.com) R. Caiafa, São Paulo - Realizado no Expo Center Norte (São Paulo), o NI Days 2012 reuniu desenvolvedores e usuários da ferramenta NI LabVIEW, divididos entre especializações de engenharia nos mais diversos setores da indústria. Na arena militar, foram demonstrados cases de sucesso no emprego do LabVIEW para aplicações terrestres, aéreas e navais.

Uma atenta platéia de estudantes e engenheiros pode conhecer as novas funcionalidades e recursos da ferramenta em áreas como desenvolvimento e teste de aeronaves militares para a Força Aérea Brasileira (FAB), sistemas de guerra eletrônica (EW), testes de produção e linha de montagem de blindados para o Exército Brasileiro (EB) e implementação de linha de montagem de submarinos convencionais para a Marinha do Brasil (MB), além de sistemas de teste e telemetria para o desenvolvimento e homologação de mísseis guiados.

O LabVIEW é utilizado para integrar sistemas a serem utilizados na fabricação de diversos tipos de produtos, permitindo ao desenvolvedor construir, testar e homologar partes e subconjuntos com maior velocidade, independência técnica e qualidade.

Nas palestras voltadas para o setor militar, os recursos de software e hardware foram demonstrados em aplicações que vão desde o desenvolvimento de novas partes, sistemas e conjuntos da aeronave Embraer KC-390, passando pelo domínio do espectro eletromagnético de emissões e recepções RF e chegando até a arena dos mísseis, apresentação esta feita pela Mectron, fabricante do MAR-1 anti-radar, MSS-1 antitanque e MAA-1B ar-ar de 4ª geração.

A concepção do “iron bird”, aeronave virtual utilizada como bancada de testes e integração de subsistemas em projetos de aeronaves da Embraer foi um dos destaques do case indústrias de defesa. O uso de recursos LabVIEW para o correto desenvolvimento de contramedidas eletrônicas, sistemas de inteligência de sinais, scanners de espectros de freqüência e sistemas de autodefesa demonstrou a complexidade dos meios empregados nesta área. Vídeos e informações sobre testes de lançamentos reais de mísseis ar-solo, como o MAR-1 anti-radar, da Mectron, demonstraram a importância do desenvolvimento e correto emprego de soluções de engenharia voltadas para a aquisição de dados em testes de vôo, e de racionalização e verificação de procedimentos em bancadas de testes em solo.

Segundo Carlos Devesa, gerente geral da National Instruments Brasil “eventos como este reforçam a interação entre os usuários da ferramenta LabVIEW, com ampla troca de informações e novos conhecimentos adquiridos no dia a dia da indústria, nos mais variados campos de atividade. No setor de defesa, o governo brasileiro tem acenado com a manutenção de programas industriais importantes que estão saindo do papel e tornando-se realidade.

Com o emprego do LabVIEW, diversos fornecedores podem cumprir suas metas de produção, entregando aos grandes fabricantes como a Embraer, por exemplo, partes e conjuntos completamente integrados e que possuem arquiteturas de sistema que conversam entre si, apesar das diferenças de linguagem utilizadas na concepção por cada empresa. Com a definição de outros importantes programas como o FX-2 (FAB) ou o Prosuper (MB), a ferramenta LabVIEW estará presente em praticamente todos os programas brasileiros da área militar neste início de século XXI”, informou Devesa.

 © Information & Design Solutions, S.L. Todos los derechos reservados. Este artículo no puede ser fotocopiado ni reproducido por cualquier otro medio sin licencia otorgada por la empresa editora. Queda prohibida la reproducción pública de este artículo, en todo o en parte, por cualquier medio, sin permiso expreso y por escrito de la empresa editora.

SÍGUENOS EN

ENVÍO DE LA NOTICIA A UN AMIGO
Correo electrónico
Tu nombre
Mensaje