AMÉRICA | Aire
-/5 | 0 votos

0

0

0

0

Mísseis e foguetes imunes a contramedidas

Brasil patenteia processo de produção de blindagem eletromagnética

10/07/2012

(Infodefensa.com) R. Caiafa, Sao Paulo – O Instituto de Estudos Avançados (IEAv), instituição subordinada ao Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial (DCTA) do Comando da Aeronáutica (Comaer), obteve junto ao Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI) a patente de um processo de produção de blindagem eletromagnética na faixa de freqüência de 8 a 12 GHz. Sua gama de utilidades inclui o revestimento de circuitos eletrônicos visando evitar a ocorrência de ruídos originados por causas exteriores, típicos em sistemas espaciais, tais como satélites e foguetes.

A blindagem eletromagnética protege foguetes e veículos lançadores de satélites contra fontes de interferência naturais (fenômenos climáticos ou magnéticos), como também protege sistemas missilísticos de sofrerem contramedidas eletrônicas inimigas em seus sistemas vitais.

A patente é produto da tese de doutorado do pesquisador Carlos Alberto Reis de Freitas do IEAV, sob orientação do pesquisador Francisco Cristóvão Lourenço do Instituto de Aeronáutica e Espaço (IAE). Outros pesquisadores autores da patente foram Antonio Carlos da Cunha Migliano (IEAv) e Alberto José de Faro Orlando do Instituto Tecnológico da Aeronáutica (ITA). Esta é a segunda patente do Grupo de Pesquisas de Sistemas Eletromagnéticos do IEAv registrada em 2012.

 © Information & Design Solutions, S.L. Todos los derechos reservados. Este artículo no puede ser fotocopiado ni reproducido por cualquier otro medio sin licencia otorgada por la empresa editora. Queda prohibida la reproducción pública de este artículo, en todo o en parte, por cualquier medio, sin permiso expreso y por escrito de la empresa editora.

SÍGUENOS EN

ENVÍO DE LA NOTICIA A UN AMIGO
Correo electrónico
Tu nombre
Mensaje