AMÉRICA | Empresas
-/5 | 0 votos

0

0

0

0

Concorrência FX-2

Boeing promoveu encontro com empresários no Parque Tecnológico de São José dos Campos

03/08/2012

(Infodefensa.com) R. Caiafa, Sao Paulo - A Boeing, disputa a concorrência do F-X2, programa da Força Aérea Brasileira para a compra de 36 caças estimado em R$ 10 bilhões, promoveu encontro realizado na região que concentra as mais importantes empresas brasileiras de alta tecnologia voltadas para a área de Defesa, o Parque Tecnológico de São José dos Campos.

Boeing buscou alavancar fornecedores para os projetos que está discutindo com empresas brasileiras, principalmente a Embraer, que será responsável pela montagem e desenvolvimento do caça.

A entrada foi aberta a empresários interessados em tomar parte na cadeia de fornecimento aos projetos da Boeing no Brasil. Também participaram do encontro representantes de fornecedores do caça F-18 Super Hornet, como as empresas General Electric, Raytheon, Northrop Grumman e Honeywell, numa estratégia para fortalecer o lobby pela vitória do caça F-18 na concorrência da FAB.

Embora a Boeing negue que o desfecho do FX-2 tenha relação com as parcerias, nos bastidores é sabido que a palavra da Embraer ao escolher o melhor pacote industrial/tecnológico terá importante peso na decisão do governo brasileiro, que deve ser anunciada ainda neste ano.

Não por acaso, no mês passado, a Boeing formalizou parceria com a Embraer para o cargueiro KC-390. Em março, fez acordo com a AEL, subsidiária da empresa israelense Elbit Systems visando à fabricação de displays multifuncionais avançados para os jatos de combate da companhia estadunidense.

O concurrencia do FX” já se arrasta há 16 anos. As outras concorrentes são a francesa Dassault, com o caça Rafale, e a sueca Saab, com o avião Gripen NG.

 © Information & Design Solutions, S.L. Todos los derechos reservados. Este artículo no puede ser fotocopiado ni reproducido por cualquier otro medio sin licencia otorgada por la empresa editora. Queda prohibida la reproducción pública de este artículo, en todo o en parte, por cualquier medio, sin permiso expreso y por escrito de la empresa editora.

SÍGUENOS EN

ENVÍO DE LA NOTICIA A UN AMIGO
Correo electrónico
Tu nombre
Mensaje