AMÉRICA | Empresas
-/5 | 0 votos

0

0

0

0

Programa H-XBR

Atech e Cassidian juntam forças no fornecimento de Sistema Aviônico Avançado de Missão para os helicópteros EC725 da Marinha do Brasil

03/10/2012

(Infodefensa.com) Sao Paulo - A brasileira ATECH, empresa do Grupo Embraer, e a CASSIDIAN, empresa da divisão de defesa e segurança da EADS, uniram-se para formar o consórcio internacional que será responsável pelo fornecimento do Sistema de Gestão Tática de Dados para os oito helicópteros EC725 da Marinha Brasileira. As aeronaves fazem parte do Programa H-XBR conduzido pelo consórcio Helibras / Eurocopter e que envolve a produção de um total de 50 helicópteros para uso das Forças Armadas (Marinha, Exército e Aeronáutica), no Brasil. O contrato, no valor de mais de 1,9 bilhões de euros será concluído em 2017.

O Programa H-XBR é uma iniciativa de contratação conjunta para as Forças Armadas e guarda relação com a Estratégia Nacional de Defesa (END) – documento de Estado focado em ações de médio e longo prazo com o objetivo de modernizar a estrutura nacional de defesa.

Esse programa – que está sendo desenvolvido para criar uma base industrial nacional capaz de também conceber e produzir aeronaves de Asas Rotativas no país – compreende um processo de nacionalização e domínio da tecnologia para a produção dos helicópteros, em linha com uma política de utilização do poder de compra para internalizar toda a capacidade produtiva no país.

“Participar desse consórcio, atuando nesse programa do Ministério da Defesa do Brasil, coordenado pela Força Aérea Brasileira, é uma grande honra e responsabilidade para uma empresa que tem se dedicado ao domínio da chamada tecnologia crítica”, afirma Tarcísio Takashi Muta, presidente da ATECH. “Nossa presença como integrante do consórcio é o reconhecimento da nossa capacidade e experiência na absorção de tecnologia de defesa, sistemas embarcados em aeronaves e comunicações táticas de alto desempenho. Trata-se de uma continuidade no avanço da autonomia tecnológica brasileira, um dos pilares da consagrada Estratégia Nacional de Defesa”.

“Nossas empresas têm uma reconhecida trajetória no campo dos sistemas de gerenciamento de missão”, afirma Dr. Rolf Wirtz, CEO da Cassidian Mission Avionics. “Juntos nós iremos prover a Marinha do Brasil com um sistema confiável e versátil que irá capacitá-la para desempenhar suas missões de vigilância marítima”.

O TDMS é baseado no SAMSARA – Sistema de Gerenciamento de Missão da CASSIDIAN e processa dados de sensores de diversas fontes, que permitem uma consciência situacional e também o controle de armas e sistemas de autoproteção. Portanto, o TDMS aprimora a detecção em tempo real de movimentos na superfície, permitindo às forças de segurança tempo suficiente de reação.

Esse sistema de missão será desenvolvido no Brasil pela ATECH, que também será responsável, sob a supervisão do novo Centro de Engenharia da Helibras, pela integração de sistemas e suportará os testes em solo e em voos na fábrica da empresa, em Itajubá, MG. Igualmente, os serviços de suporte para a Marinha do Brasil serão providos pela ATECH.

“A exemplo do que já faz em relação a outros helicópteros de uso militar, como o Esquilo e o Pantera, a Helibras já possui expertise no acompanhamento de processos de integração de sistemas, tendo investindo pesadamente no desenvolvimento dessa especialidade, em função do programa de fabricação dos EC725, para o qual multiplicou o número de engenheiros dedicados, além de contratar fornecedores de softwares específicos”, explica Eduardo Marson, presidente da Helibras.

 © Information & Design Solutions, S.L. Todos los derechos reservados. Este artículo no puede ser fotocopiado ni reproducido por cualquier otro medio sin licencia otorgada por la empresa editora. Queda prohibida la reproducción pública de este artículo, en todo o en parte, por cualquier medio, sin permiso expreso y por escrito de la empresa editora.

SÍGUENOS EN

ENVÍO DE LA NOTICIA A UN AMIGO
Correo electrónico
Tu nombre
Mensaje