AMÉRICA | Defensa
-/5 | 0 votos

0

0

0

0

Transferência de tecnologia

Brasil e França destaca cooperação em defesa

13/12/2012

(Infodefensa.com) Brasilia – Brasil e França manifestaram o interesse de manter e aprofundar a cooperação em matéria de defesa, com participação conjunta no acompanhamento da transferência de tecnologia, em benefício da indústria de defesa dos dois países. O anúncio foi feito ontem, em Paris, em um comunicado conjunto divulgado ao fim do encontro entre a presidenta Dilma Rousseff e o presidente da República Francesa, François Hollande.

“Os presidentes do Brasil e da França saúdam o amplo escopo, a qualidade e a densidade da cooperação bilateral em matéria de defesa. A participação do Brasil nas consultas para elaboração do Livro Branco sobre a Defesa e a Segurança Nacional francês demonstra o alto nível de confiança que se estabeleceu entre o Brasil e a França ao longo dos anos”, aponta o comunicado divulgado pelo Ministério das Relações Exteriores (MRE) do Brasil.

Atualmente, o Brasil desenvolve com a França um de seus maiores projetos de modernização de meios operativos militares: o Programa de Desenvolvimento de Submarinos (Prosub), que inclui a construção de quatro submarinos convencionais diesel-elétrico e a fabricação de um submarino movido a propulsão nuclear.

“Com base na boa implementação dos programas em curso, os presidentes recordam o interesse compartilhado na cooperação entre dois países que são comparáveis e complementares em diversos aspectos, industriais e tecnológicos, assim como em sua concepção das questões estratégicas e em sua busca de autonomia”, diz o texto divulgado ontem.

Segundo o documento, a cooperação ocorrerá nas áreas aeronáutica, naval, terrestre e espacial. Caberá aos ministros da Defesa dos dois países formularem novas propostas de cooperação nessas áreas, reportando-as ao longo de 2013.

A declaração conjunta destaca ainda o desejo de Brasil e França aprofundarem o relacionamento entre as Forças Armadas dos dois países, por meio de reuniões de Estado-Maior e de planos de cooperação bilateral. “O objetivo principal é reforçar a interoperabilidade das Forças, adensar o intercâmbio em matéria de doutrina e de organização e desenvolver a formação dos quadros de defesa”.

Por fim, o documento menciona a intenção de brasileiros e franceses em elevar o nível da cooperação operacional na fronteira comum da Guiana Francesa, promover e facilitar a participação conjunta em operações sob mandato das Nações Unidas, como a que ocorre no Haiti, e incrementar as atividades comuns nos espaços de interesse compartilhado no Atlântico Sul e no Caribe, assim como na África Ocidental e no Golfo da Guiné.

Além da cooperação em defesa, o comunicado aponta a disposição em fortalecer a concertação política entre os dois países, cooperar para aumentar o volume do intercâmbio comercial, apoiar a cooperação nos campos da ciência, da tecnologia, da inovação e da indústria e explorar oportunidades de parcerias no setor energético.

 © Information & Design Solutions, S.L. Todos los derechos reservados. Este artículo no puede ser fotocopiado ni reproducido por cualquier otro medio sin licencia otorgada por la empresa editora. Queda prohibida la reproducción pública de este artículo, en todo o en parte, por cualquier medio, sin permiso expreso y por escrito de la empresa editora.

SÍGUENOS EN

ENVÍO DE LA NOTICIA A UN AMIGO
Correo electrónico
Tu nombre
Mensaje