AMÉRICA | Empresas
-/5 | 0 votos

0

0

0

0

Empresa DCNS

FREMM Aquitaine no Brasil, proposta francesa para o PROSUPER

01/03/2013

(Infodefensa.com) R. Caiafa, Sao Paulo - A Fragata multimissão (FREMM) francesa Aquitaine, um dos navios tecnologicamente mais avançados do mundo, está no Brasil desde o dia 27, data de sua chegada ao Rio de Janeiro, e Infodefensa Brasil esteve a bordo a convite do governo francês. Com apenas 98 tripulantes frente seu tamanho (desloca 6.000 toneladas), resultado de uma extensa automatização de seus sistemas, o navio oferece avançadas e superlativas capacidades de defesa e ataque. A fragata, comandada pelo oficial Benoît Rouviere, é a peça chave da proposta francesa da empresa DCNS para o projeto Prosuper, que prevê competição internacional para modernização da frota de superfície da Marinha do Brasil.

Para cumprir sua missões contra alvos na superfície, abaixo da linha d´água e contra alvos aéreos, a Aquitaine dispõe de oito mísseis antinavios Exocet MM40 block 3, dezesseis mísseis antiaéreos Aster (32 para a versão antiaérea FREDA), dezesseis mísseis de cruzeiro naval (MDCN versão Aquitaine), um canhão de 76 mm de fogo rápido (127 mm opcional), dois canhões remotamente operados de 20mm, quatro metralhadoras de 12.7 mm em reparos manuais, dezenove torpedos MU90 lançáveis pelo navio e também pelo helicóptero de combate antisubmarino NH90 NFH (NATO frigate helicopter).

O navio se destaca pelas suas formas limpas e sem reentrâncias (baixa reflexão radar), sua propulsão combinada de turbina a gás General Electric-Avio LM-2500 (32000KW) e dois motores elétricos para serem usados em combate antisubmarino, avançados sonares de casco (4110) e rebocável (VDS 4249) que utiliza um “peixe” hidro-dinamicamente estabilizado para caçar submarinos em diferentes profundidades, extensa e completa suíte de sensores que incluem um radar 3D Herácles de defesa aérea e guiamento dos mísseis Aster, o sistema optrônico Artemis IRST e NAJIR MM (canhão de 76 mm), o sistema despistador de mísseis NGDS (New Generation Dagale System), tudo gerenciado pelo Sistema de Combate SETIS. Os sistemas de comunicações incluem link 11, 16, 22 e JSAT (satelital). As FREMM alcançam 142 metros de comprimento, tem boca de 20 metros, deslocam 6.000 toneladas até uma velocidade máxima de 27 nós. A tripulação pode chegar a 108 pessoas, incluindo aí o destacamento aéreo (helicóptero NH-90 NFH e seu pessoal). Sua autonomia é de 6.000 milhas náuticas a 15 nós de velocidade média.

Para a DCNS, o programa FREMM representa até agora a construção de onze fragatas a um custo total de cerca de sete bilhões de euros para a Marinha da França. Elas foram encomendadas pela Direcção-Geral de Armamento (DGA), que delegou a entidade adjudicante OCCAR. A décima segunda esta sendo construída para a Marinha Real do Marrocos, e será a segunda unidade a ser entregue.

PASSEX com a Marinha do Brasil

A partir do dia 4 de março, serão realizados exercícios em conjunto com a Marinha do Brasil, demonstrando a excelente relação de cooperação entre os dois países envolvidos numa parceria estratégica de grande porte. A corveta Barroso e o submarino Tikuna irão atuar em conjunto com o moderno navio francês em treinamentos de combate. Também serão organizados intercâmbios e apresentação de equipamentos, além de visita ao navio para oficiais brasileiros. Após a PASSEX em águas brasileiras, a Aquitaine seguirá para regiões mais frias no hemisfério norte como o Canadá e a Islândia, antes de retornar a seu porto de origem em Brest, na França.

 © Information & Design Solutions, S.L. Todos los derechos reservados. Este artículo no puede ser fotocopiado ni reproducido por cualquier otro medio sin licencia otorgada por la empresa editora. Queda prohibida la reproducción pública de este artículo, en todo o en parte, por cualquier medio, sin permiso expreso y por escrito de la empresa editora.

SÍGUENOS EN

ENVÍO DE LA NOTICIA A UN AMIGO
Correo electrónico
Tu nombre
Mensaje