AMÉRICA | Armada
-/5 | 0 votos

0

0

0

0

Por 7,8 bilhões de reais

Dilma Rousseff inaugura Unidade de Fabricação de Estruturas Metálicas que integra o PROSUB

04/03/2013

(Infodefensa.com) Sao Paulo - “A inauguração faz com que o Brasil entre no seleto grupo de países que têm submarinos de propulsão nuclear – e que, similarmente, integram o Conselho de Segurança das Nações Unidas”. A avaliação foi feita pela presidente Dilma Rousseff, nesta sexta-feira, em cerimônia de inauguração da fábrica que integra o Programa de Desenvolvimento de Submarinos (PROSUB) e reaquece a indústria naval brasileira. O ministro da Defesa, Celso Amorim, que participou da solenidade, endossou o discurso da presidenta Dilma. Amorim lembrou que o Brasil tem incrementado sua indústria de defesa e, como resultado, o setor tem proporcionado a geração de milhares de postos de trabalho. O ministro lembrou também a recente vitória da Embraer para a venda de aviões Super Tucano aos Estados Unidos.

“Estamos todos emocionados em poder estar aqui numa obra que é símbolo desse Brasil que está sendo criado”, afirmou. No discurso, Dilma Rousseff enfatizou o empenho da empresa Odebrecht, que ergueu a estrutura física da obra. “Junto com o programa nuclear da Marinha, se cria um polo de referência baseado nesse contrato que nós firmamos com a França em dezembro de 2008 com o objetivo garantir a transferência de tecnologia e a formação de profissionais brasileiros na construção de submarinho”, contou.

Coube ao comandante da Marinha do Brasil, almirante Julio Soares de Moura Neto, elencar as características do programa de construção de submarinos naquela base.  O empreendimento iniciado em 2011 prevê investimentos de R$ 7,8 bilhões de reais e deve estar concluído em 2017, quando entrará em operação o primeiro dos quatro submarinos convencionais. O PROSUB vai empregar nove mil pessoas e produzir outros 32 mil postos de trabalho indiretos.

rc/avs

Fotos: Agência Brasil

 © Information & Design Solutions, S.L. Todos los derechos reservados. Este artículo no puede ser fotocopiado ni reproducido por cualquier otro medio sin licencia otorgada por la empresa editora. Queda prohibida la reproducción pública de este artículo, en todo o en parte, por cualquier medio, sin permiso expreso y por escrito de la empresa editora.

SÍGUENOS EN

ENVÍO DE LA NOTICIA A UN AMIGO
Correo electrónico
Tu nombre
Mensaje