AMÉRICA | Empresas
-/5 | 0 votos

0

0

0

0

LAAD 2013

Orbisat comemora o fechamento do contrato mapeamento con Colômbia

12/04/2013

(Infodefensa.com) J. Eloy, Río de Janeiro – A empresa Orbisat aposta nos sistemas de vigilancia antiaérea e comemora o fechamento do contrato com a  Colômbia. Esse é o primeiro projeto da companhia com a Colômbia e o valor do contrato é de cerca de us$ 2,5 milhões. A duração do serviço está estimada em 10 meses e, ao final dos trabalhos, serão entregues cerca de 342 mapas.

Especializada em tecnologias complexas para radares de vigilância terrestre, antiaérea e de sensoriamento remoto, a empresa vendeu até o momento 15 SABER M60 e 13 COAAE para as Forças Armadas brasileiras – somando cerca de R$ 80 milhões em negociações, o mesmo foi utilizado em conjunto durante a RIO+20 – evento ocorrido no país em 2012.

A Orbisat comemora o fechamento recente do contrato com o Instituto Geografico Agustin Codazzi, da Colômbia. Este órgão, reconhecido pela sua importância naquele país, é o responsável por todos os trabalhos cartográficos realizados no território, o escopo do projeto refere-se ao mapeamento cartográfico na escala de 1:10 mil da região de Cundinamarca, localizada próxima a Bogotá e dividida em 15 províncias e 116 municípios. O local tem cerca de 10,2 mil km² e é normalmente coberto por muitas nuvens, o que dificulta a operação e a qualidade das informações. “o instituto colombiano optou pela Orbisat por causa do know-how em operar em regiões complexas e por obter resultados de alta performance com o radar de abertura sintética (sar), único no mundo com as características adequadas para operar nessa região”, explica o presidente da empresa, Maurício Aveiro.

A Orbisat, empresa do grupo Embraer Defesa e Segurança, aposta nos seus principais sistemas para vigilância antiaérea: o radar SABER M60 e o COEEA (centro de operações de artilharia antiaérea). Os dois equipamentos podem operar em conjunto e devem ser usados na segurança da Copa das Confederações (2013), na Copa do Mundo (2014) e na Olimpíada (2016).

Os dois equipamentos são fortes apostas para atuar dentro dos projetos que serão contemplados pelo Governo na área de defesa. A Orbisat espera que os sistemas também possam atender aos grandes eventos esportivos que serão realizados no país.

O COAEE, desenvolvido pela Orbisat, em parceria com o CTEX (centro tecnológico do exército) e a RF com, foi projetado para receber dados obtidos pelo radar saber M60 e pelos postos de vigilância, integrá-los e transmiti-los para os operadores e para as unidades de tiro, dando suporte na tomada de decisões. O sistema opera embarcado em uma cabine especialmente desenvolvida e integrada a uma viatura.

Sem similares no mercado brasileiro, o COAAE pode ser utilizado para coordenação da defesa de tropas e instalações militares em situações de combate. Já em grandes eventos, funciona como uma base para comando e controle das informações enviadas pelo radar saber m60, informando, em tempo real, toda a movimentação aérea em um raio de 60 quilômetros.

 

 © Information & Design Solutions, S.L. Todos los derechos reservados. Este artículo no puede ser fotocopiado ni reproducido por cualquier otro medio sin licencia otorgada por la empresa editora. Queda prohibida la reproducción pública de este artículo, en todo o en parte, por cualquier medio, sin permiso expreso y por escrito de la empresa editora.

SÍGUENOS EN

ENVÍO DE LA NOTICIA A UN AMIGO
Correo electrónico
Tu nombre
Mensaje