menú responsive
AMÉRICA | Defensa
-/5 | 0 votos

Comissão de Relações Exteriores e de Defesa

CREDN do Brasil defendeu a inclusão da Defesa Cibernética no PAC

PellegrinoDefesaCibernetica

03/10/2013

(Infodefensa.com) Brasília Presidente da Comissão de Relações Exteriores e de Defesa Nacional (CREDN), da Câmara dos Deputados, Nelson Pellegrino (PT-BA) defendeu a inclusão do programa de Defesa Cibernética do Exército, no PAC para que os recursos sejam assegurados e estejam livres de contingenciamentos ou cortes. O assunto foi discutido em audiência pública da CREDN que contou com representantes do Exército, da Abin e da SaferNet, ONG responsável pelo Centro Nacional de Denúncias de Crimes Cibernéticos.

Segundo Pellegrino, trata-se de um investimento estratégico porque não adianta comprar produto de prateleira, nós temos que desenvolver no Brasil essa tecnologia. Os hardwares e softwares fabricados nos países desenvolvidos já embutem instrumentos que permitem a invasão.

Para o Chefe do Centro de Defesa Cibernética do Exército, general José Carlos dos Santos as vulnerabilidades nos sistemas cibernéticos brasileiros têm como origem a dependência estrangeira da tecnologia. Santos também defendeu a criação de uma agência nacional

Contenido gratuito disponible para suscriptores

 

Si todavía no se ha suscrito, pinche aquí, el registro es totalmente gratuito. En caso contrario, introduzca sus datos:

 © Information & Design Solutions, S.L. Todos los derechos reservados. Este artículo no puede ser fotocopiado ni reproducido por cualquier otro medio sin licencia otorgada por la empresa editora. Queda prohibida la reproducción pública de este artículo, en todo o en parte, por cualquier medio, sin permiso expreso y por escrito de la empresa editora.

SÍGUENOS EN

APPS

ENVÍO DE LA NOTICIA A UN AMIGO
Correo electrónico
Tu nombre
Mensaje