menú responsive
AMÉRICA | Defensa
-/5 | 0 votos

Novo avião será o principal jato de combate da Suécia e do Brasil

Gripen E da SAAB realiza voo inaugural

O protótipo 39-8 decola de Linköping, na Suécia. Foto: SAAB

O protótipo 39-8 decola de Linköping, na Suécia. Foto: SAAB

16/06/2017 | Linköping, Suécia

Roberto Caiafa

A empresa de defesa e segurança Saab realizou o primeiro voo bem sucedido do caça Gripen E. Ver vídeo.

Às 10:32 na quinta-feira, 15 de junho, o novo caça decolou com Marcus Wandt, Piloto de Teste Experimental da Saab, nos controles.

Segundo Wandt "O voo foi exatamente o esperado, com o desempenho da aeronave confirmando a experiência em nossas simulações. Seu desempenho de aceleração é impressionante e o novo avião tem um excelente manuseio".

O protótipo 39-8 decolou do aeródromo/fábrica da Saab em Linköping, na Suécia, e voou sobre as partes orientais de Östergötland por 40 minutos, ocasião em que realizou uma série de ações de teste, incluindo a retração e a extensão do trem de pouso.

"Decolamos o Gripen E pela primeira vez já com o seu software de controle de voo totalmente qualificado para interagir com o revolucionário sistema de aviônica. Vamos entregar aos nossos clientes um sistema de combate inteligente onde o "futuro" projetado desde o início realmente funciona. As atividades de teste continuarão no ritmo necessário de modo a garantir que o cronograma de entregas, previsto para começar em 2019, atenda suecos e brasileiros sem atrasos", afirmou Jonas Hjelm, vice-presidente sênior e chefe da área de negócios da Saab Aeronautics.

Brasil e o Gripen E

O ministro da Defesa Raul Jungmann, acompanhado do comandante da Força Aérea Brasileira, brigadeiro Nivaldo Rossato (e comitiva), foi uma dentre as muitas autoridades do Brasil e da Suécia convidadas para testemunharem o primeiro voo do Gripen E, que será o principal jato de combate da FAB pelas próximas décadas.

Em visita oficial ao País, Jungmann conheceu a fábrica onde o jato é construído um dia antes do seu voo inaugural, e anteriormente já havia se encontrado com a rainha da Súecia, Sílvia Renata Sommerlath.

Durante o encontro, o ministro reforçou a importância do diálogo bilateral com o país nórdico: “Estamos aqui para tratar da parceria estratégica Brasil e Suécia, que vai representar um salto em termos de desenvolvimento de aviônicos, de aviação e evidentemente para a nossa Embraer. É uma parceria voltada para o desenvolvimento tecnológico e para a garantia da soberania brasileira” explicou Jungmann.

O compromisso assumido com o setor aeroespacial brasileiro após a assinatura do contrato de compra de 36 exemplares inclui a opção de fabricar peças e conjuntos do Gripen E, bem como a montagem final da aeronave no Brasil. Além disso, a cooperação com indústrias brasileiras no estabelecimento de um centro de manutenção da aeronave no Brasil irá garantir uma futura autonomia nacional.

Desde de 2015, engenheiros brasileiros participam de intercâmbio na Saab. Ao todo, 350 profissionais estão sendo gradativamente enviados para cumprir programas direcionadas a diferentes áreas de desenvolvimento, totalizando cerca de 25 mil horas de treinamentos teóricos e práticos.

Um ambicioso programa industrial está sendo formatado no Brasil para atuar em parceria na produção de ítens avançados do Gripen E como a aviônica digital de 5ª geração, o painel touch-screen de grande área WAD e o capacete com mira designadora de alvos (HMD) Targus, estes pela AEL Sistemas.

A Akaer, outra importante parceira da Saab no programa, é responsável pelo projeto e fabricação de peças de fibra de carbono como as portas dos trens de pouso, carenagens, etc, e partes estruturais do avião como por exemplo, as asas.

A cooperação com a Suécia deverá beneficiar não somente as fornecedoras de equipamento para a produção do caça, mas também outras áreas das economias dos dois países, além de uma série de possibilidades de acordos compensatórios (offset), que permitirão a transferência de tecnologia.

Segundo o presidente da Saab, Håkan Buskhe “A Força Aérea Brasileira tem uma grande e rica experiência operacional e suas demandas únicas, como, por exemplo, a aviônica avançada e novos sistemas de armamentos que serão introduzidos ao Gripen E, vão aumentar ainda mais as capacidades aeronáuticas. Particularmente, a FAB é o primeiro cliente da configuração de assento biplace. Essa versão vai ser usada em um número de missões e aplicações em cenários operacionais complexos e já está atraindo bastante a atenção de clientes potenciais”.

Suécia e o KC390

O ministro e o comandante da FAB também realizaram no seu primeiro dia no País encontros de alto nível com membros do governo sueco, ocasião em que o jato de transporte militar KC390, a caminho de seu debut no Paris Air Show, que acontece na próxima semana, realizou uma escala na capital sueca após pousar primeiramente em Göteborg.

Na ocasião, foi discutido entre as partes o interesse sueco na aeronave KC390, já que a Fligvapnet, a Real Força Aérea Sueca, depende hoje de seis velhos exemplares do C-130H Hércules para o cumprimento de missões de transporte militar.

Com a decisão de esticar a vida útil desses quadrimotores até meados da próxima década, a eventual aquisição do KC-390 pela Suécia para substituí-los daria um impulso importante na promoção internacional do avião, além de permitir um cronograma de entregas bastante otimizado.

No dia 8 de maio foi noticiado que Portugal dará início às negociações com a Embraer para a aquisição de cinco aeronaves (com opção de mais uma), e um simulador de voo.

Rumores de mercado anteveem que a Embraer poderá anunciar pelo menos mais um cliente no dia 21 de junho, quarta-feira, durante apresentação técnica sobre o KC-390, com Paulo Gastão, diretor do programa, a ser realizada no Paris Air Show 2017.

Imagens: Saab, Embraer, Ministério da Defesa, Flight Radar

 © Information & Design Solutions, S.L. Todos los derechos reservados. Este artículo no puede ser fotocopiado ni reproducido por cualquier otro medio sin licencia otorgada por la empresa editora. Queda prohibida la reproducción pública de este artículo, en todo o en parte, por cualquier medio, sin permiso expreso y por escrito de la empresa editora.

SÍGUENOS EN

APPS

ENVÍO DE LA NOTICIA A UN AMIGO
Correo electrónico
Tu nombre
Mensaje