menú responsive
AMÉRICA | Tierra
-/5 | 0 votos

Novos obuseiros autopropulsados

Quatro Vbcoap M-109 não modernizados chegarão ao Brasil em fevereiro

Os obuseiros M-109 embarcados se destinam a instrução de mecânicos e técnicos do Exército Brasileiro.

Os obuseiros M-109 embarcados se destinam a instrução de mecânicos e técnicos do Exército Brasileiro.

09/02/2018 | Belo Horizonte, MG

Roberto Caiafa

Um total de quatro veículos blindados de combate obuseiro auto propulsado Vbcoap M-109 e seus respectivos tubos foram embarcados nos Estados Unidos da América e seguem viagem para o Porto de Paranaguá (região sul do Brasil), com previsão de chegada no final de fevereiro. Esses obuseiros não sofreram trabalhos de modernização.  

Paralelamente, a Artilharia Divisionária da 5ª Região Militar (AD/5) está coordenando um estágio de equipes técnicas para a preparação dos M-109 para emprego como material de instrução.

Dessa forma, a linha logística sendo implementada para o Vbcoap M-109 modernizado irá formar equipes de manutenção habilitados no novo modelo.

Com a reformulação e reequipamento da Arma de Artilharia do Exército Brasileiro, as entregas de obuseiros M-109A5+BR, a partir de 2019, representarão um enorme avanço frente aos antigos M-109A3 e os vetustos M-108, estes em calibre 105 mm. Foram incorporadas tecnologias visando a potencialização das suas capacidades, através de uma modernização realizada pela empresa BAE Systems.

Os "novos" M-109 A5+BR irão equipar as unidades de artilharia autopropulsadas que prestam apoio às brigadas blindadas.

A viatura contará com travamento automático do tubo, medidor de V0, navegação inercial, GPS, sistema eletrônico de pontaria e computador de tiro.

Essa tecnologia permitirá aumento significativo da precisão, bem como maior rapidez para entrada em posição e execução do primeiro tiro. O alcance do armamento principal é uma das características que mais impressionam.

Em virtude do tubo M284, o obuseiro tem um alcance máximo de 23,5 km, podendo chegar até a 30 km, uma diferença significativa em relação ao M109 A3, que mesmo com munição assistida alcançava em torno de 23,5/24 km.

E os obuseiros auto-rebocados?

 

Paralelamente aos trabalhos de reequipamento e ampliação das capacidades de emprego com artilharia autopropulsada, prosseguem os estudos do Alto Comando do Exército para a seleção e aquisição de obuseiros auto-rebocados em calibre 105 mm e 155 mm.

Essas armas deverão substituir os antigos obuseiros auto-rebocados do tipo M-101 (105 mm) e M-114 (155 mm), ainda em uso.

Ambos os modelos carecem de alcance eficaz para atuar em cenários de emprego modernos, prestando-se mais a instrução e formação de novos artilheiros, como complemento do Simulador de Apoio de Fogo (Simaf).

O Simaf tem como objetivo aprimorar o adestramento, a instrução, o ensino militar e o suporte à tomada de decisão de militares da Força Terrestre usando simuladores de apoio de fogo instalados na Academia Militar das Agulhas Negras (AMAN), em Resende (RJ), e no Centro de Adestramento Sul, em Santa Maria (RS).

Concebido inicialmente pela empresa espanhola Tecnobit (modelo Simaca), o SIMAF, um desenvolvimento muito mais sofisticado, especificado pelo EB, trabalha com os três tipos de simulação militar: Viva (trabalhos de Linha de Fogo em obuseiros sensorizados), Virtual (condução de missões de tiro no PO, utilizando optrônicos) e Construtiva (montagem e manipulação de calungas de tropas em uma carta 2D).

Com a troca dos modelos mais antigos de obuseiros auto-rebocados por outros mais capazes, será possível ao Exército Brasileiro reformular a sua doutrina de apoio por fogos empregando material com maior alcance, precisão de tiro e agilidade para entrar e sair de posição.

Imagens: Colog / Roberto Caiafa.

 © Information & Design Solutions, S.L. Todos los derechos reservados. Este artículo no puede ser fotocopiado ni reproducido por cualquier otro medio sin licencia otorgada por la empresa editora. Queda prohibida la reproducción pública de este artículo, en todo o en parte, por cualquier medio, sin permiso expreso y por escrito de la empresa editora.

SÍGUENOS EN

APPS

ENVÍO DE LA NOTICIA A UN AMIGO
Correo electrónico
Tu nombre
Mensaje