menú responsive
AMÉRICA | Aire
-/5 | 0 votos

Esperando pelo programa KC-X2

Brasil procura um Boeing 767-300 para o Esquadrão Corsário

Capacidade estratégica do Boeing 767: payload 260 pessoas/38 toneladas de carga + grande alcance.

Capacidade estratégica do Boeing 767: payload 260 pessoas/38 toneladas de carga + grande alcance.

09/05/2018 | Belo Horizonte, MG

Roberto Caiafa

A Força Aérea Brasileira está ultimando uma licitação para adquirir no mercado internacional uma aeronave Boeing 767-300ER, atrelada a um pacote logístico de três anos.

Essa aquisição visa substituir a aeronave do mesmo modelo empregada atualmente, de prefixo militar FAB 2900, entregue em julho de 2016, e contratada com leasing estipulado em três anos (encerra em 2019, prorrogável por mais um ano).

Na época da entrega da aeronave, o  Esquadrão Corsário voltou a realizar missões de ajuda humanitária, missões diplomáticas e de transporte logístico por todos os continentes, segundo militares integrantes da unidade (veja vídeo da entrega).

O Corsário ficou três anos sem voar antes de receber o Boeing 767, por conta da desativação dos veneráveis Boeing 707 em outubro de 2013. 

Ficou claro com a decisão que a Força Aérea Brasileira está satisfeita com a operação do tipo, e vai manter essa capacidade estratégica com um exemplar em disponibilidade, tal como vem sendo feito desde 2016, pelo menos até 2022.

O fato novo é que dessa vez o Boeing 767 da nova licitação será comprado, substituindo o FAB 2900 e mantendo o pacote licitado de suporte logístico de três anos.

A capacidade estratégica do Boeing 767-300ER advém do seu payload de até 260 pessoas/38 toneladas de carga nos porôes, e seu grande alcance. Com 23 toneladas de carga, e full pax, o tipo pode decolar de São Paulo e voar direto até Moscou, por exemplo.

A chegada do "novo" Boeing 767-300ER ainda não atende a necessidade da Aeronáutica de possuir em seu inventário um avião próprio para transporte e reabastecimento em voo (REVO), como previsto originalmente no programa KC-X2.

A licitação para adaptação do mesmo modelo Boeing 767 para o padrão KC-767, capaz de reabastecer aviões em voo, foi vencida pela empresa IAI, de Israel há cinco anos (2013), mas não há previsão de quando o Governo Brasileiro assinará o contrato que prevê a conversão de três aeronaves.

Enquanto isso, apenas o cargueiro C-130 Hercules está apto a reabastecer os caças da FAB atualmente.

Posteriormente, essa operação será assumida pelos Embraer KC-390, ainda em fase desenvolvimento (e capaz de ele mesmo ser reabastecido em voo, com o uso de uma sonda IFR). 

Uma rápida comparação entre as performances do KC390 e do Boeing 767-300ER indicam que o avião norte-americano assumirá as tarefas de "pernas longas", seja a serviço da Força ou quando empenhado pelo Ministério da Defesa.

Com a adaptação do kit de reabastecimento em voo, sob as asas, ou na cauda, esse modelo de aeronave pode apoiar caças em missões expedicionárias, possuindo amplo apoio de manutenção em qualquer região do planeta.

O custo da conversão, bastante alto, é compensador quando se percebe que o 767 cobre algumas lacunas que o KC390 não será capaz de assumir.

OFERTA INTERNACIONAL N.º 007 / GAL / 2018

Col LEONARDO GUEDES 05 abril 2018

O Chefe da Comissão Aeronáutica Brasileira (“BACW”), notifica, a quem possa interessar, que o GRUPO LOGISTICS SUPPORT, localizado na Estrada do Galeão, n. 3300 – Ilha do Governador 21941-352 – Rio de Janeiro, RJ – Brasil, deverá realizar licitação internacional do tipo Menor Preço em regime de execução indireta e preço global para aquisição de aeronave pesada, Boeing 767-300ER, com logística e Suporte de MLU para a aeronave e seus equipamentos por um período de 36 (trinta e seis) meses, conforme anúncio.

A reunião para recebimento dos envelopes será realizada no dia 08 de maio de 2018, às 10h00 (horário de Brasília), na Sala de Reuniões do GRUPO DE APOIO LOGÍSTICO, localizado na Estrada do Galeão, n. 3300 – Ilha do Governador 21941-352 – Rio de Janeiro, RJ – Brasil.

O Edital da Licitação e qualquer informação adicional referente a esta Proposta poderão ser obtidos junto ao GRUPO DE APOIO LOGÍSTICA, no endereço mencionado acima, de segunda a sexta-feira, entre as 08:30 e as 15:30 (horário de Brasília), ou no e-mail licitacoes.gal @ fab.mil.br

Col. LEONARDO GUEDES Chefe do BACW

Imagens: Força Aérea Brasileira

 © Information & Design Solutions, S.L. Todos los derechos reservados. Este artículo no puede ser fotocopiado ni reproducido por cualquier otro medio sin licencia otorgada por la empresa editora. Queda prohibida la reproducción pública de este artículo, en todo o en parte, por cualquier medio, sin permiso expreso y por escrito de la empresa editora.

SÍGUENOS EN

APPS

ENVÍO DE LA NOTICIA A UN AMIGO
Correo electrónico
Tu nombre
Mensaje