menú responsive
AMÉRICA | Defensa
-/5 | 0 votos

Novo armamento deverá ser fabricado em um ritmo de 10 mil unidades/ano pela Imbel

Exército Brasileiro oficializa adoção do Fuzil de Assalto Imbel IA2

O fuzil de assalto Imbel IA2 sendo testado por Infodefensa (Foto: Roberto Caiafa)

O fuzil de assalto Imbel IA2 sendo testado por Infodefensa (Foto: Roberto Caiafa)

21/07/2017 | Brasília, DF

Roberto Caiafa

O Exército Brasileiro está gradualmente substituindo (após cinco décadas em serviço) o Fuzil Automático Leve M964 (FN FAL 7,62) pelo Imbel IA2, um investimento avaliado em mais de R$ 50 milhões (€13.736.267 pelo cambio de julho no Brasil).

O comandante do Exército Brasileiro, general Villas Boas Correa, respaldou a escolha em recente twitter postado na conta oficial da Força Terrestre. Infodefensa vem acompanhando esse processo ao longo dos últimos anos, incluindo uma visita a fábrica da Indústria de Material Bélico do Brasil no final de 2015, ocasião em que testou o armamento.

Primeiro fuzil com tecnologia 100% nacional, o IA2 tem diferenciais de qualidade com relação ao modelo que está substituindo, como o peso inferior, ergonomia do punho melhorada, maior capacidade do carregador (mais munição) e possibilidade de fixação de acessórios diversos ao corpo da...

Contenido gratuito disponible para suscriptores

 

Si todavía no se ha suscrito, pinche aquí, el registro es totalmente gratuito. En caso contrario, introduzca sus datos:

 © Information & Design Solutions, S.L. Todos los derechos reservados. Este artículo no puede ser fotocopiado ni reproducido por cualquier otro medio sin licencia otorgada por la empresa editora. Queda prohibida la reproducción pública de este artículo, en todo o en parte, por cualquier medio, sin permiso expreso y por escrito de la empresa editora.

SÍGUENOS EN

APPS

ENVÍO DE LA NOTICIA A UN AMIGO
Correo electrónico
Tu nombre
Mensaje