menú responsive
AMÉRICA | Armada
-/5 | 0 votos

OPNIÓN

O "affaire" HMS Ocean, uma "oportunidade" que o Brasil não precisa

Roberto Caiafa

Roberto Caiafa

31/08/2017 | Rio de Janeiro, RJ

Roberto Caiafa

O HMS Ocean é um navio de assalto anfíbio (porta-helicóptero) de classe única, construído para a Marinha do Reino Unido (Royal Navy) pelo estaleiro Kvaerner Govan (e equipado em Barrow-in-Furness pelo Vickers Shipbuilders).

Transporta 400 Royal Marines e seus veículos, blindados e material de apoio para "entregá-los" onde se fizer necessário (800 em esforço máximo), e tem uma tripulação de 300 homens e mulheres.

Até que os novos porta-aviões da Classe Queen Elizabeth entrem em serviço, seguirá sendo o maior navio da Royal Navy.

O desenho do seu casco foi inspirado nos porta aviões da Classe Invencible, mas construtivamente falando, o navio foi projetado com emprego de técnicas e recursos destinados a navios mercantes.

Após a desativação do NAe São Paulo, começaram a surgir rumores do interesse da Marinha do Brasil pelo navio, a ser...

Contenido gratuito disponible para suscriptores

 

Si todavía no se ha suscrito, pinche aquí, el registro es totalmente gratuito. En caso contrario, introduzca sus datos:

 © Information & Design Solutions, S.L. Todos los derechos reservados. Este artículo no puede ser fotocopiado ni reproducido por cualquier otro medio sin licencia otorgada por la empresa editora. Queda prohibida la reproducción pública de este artículo, en todo o en parte, por cualquier medio, sin permiso expreso y por escrito de la empresa editora.

SÍGUENOS EN

APPS

ENVÍO DE LA NOTICIA A UN AMIGO
Correo electrónico
Tu nombre
Mensaje