menú responsive
AMÉRICA | Tierra
-/5 | 0 votos

Depois dos protótipos VEsPa 1 e 2

Brasil recebe quatro dos 16 Iveco 'Lince' adquiridos na Itália

Veículos do primeiro lote de blindados Lince Mk2 no pátio da DIEM

Veículos do primeiro lote de blindados Lince Mk2 no pátio da DIEM

19/11/2018 | Belo Horizonte

Roberto Caiafa

O Gabinete de Intervenção Federal no Rio de Janeiro, com mandato executivo até o dia 31 de dezembro de 2018, recebeu na capital carioca o 1º lote de blindados leves 4x4 Iveco Lince adquiridos de 2ª mão dos estoques do Exército Italiano. As equipes chegam após o retorno a volta de dois velhos conhecidos as operações policiais e militares em curso na cidade, o protótipo do VEsPa 1 e do VEsPa 2.

Iveco 'Lince' MK2

 

Os quatro carros fotografados no pátio da Divisão de Importação e Exportação de Material (DIEM) da Base de Apoio Logístico do Exército (Ba Ap Log Ex), organização militar que realizou todos os desembaraços e preparativos necessários para liberar a documentação do primeiro lote despachado para o Brasil.

Cada unidade alcança um custo de 170.000 euros o contrato como um todo sendo orçado em 3,8 milhões (cerca de 16 milhões de reais). Essa aquisição objetiva equipar o GIF com veículos necessários as operações de maior risco com alta probabilidade de confrontação armada nas zonas conflagradas da cidade.

Nesse contexto, destaca-se como fundamental o rápido processo de desembaraço alfandegário realizado. Essa atividade é caracterizada por elevado grau de complexidade e por envolver diversos órgãos da Administração Pública Federal.

Assim, a Ba Ap Log Ex presta um relevante serviço internamente, atendendo, tempestivamente, à crescente demanda nas importações de diversos produtos de defesa relacionados ao desenvolvimento dos projetos de modernização da Força Terrestre.

Os 16 veículos são do mesmo modelo adotado pelo Exército Italiano (EI) conforme seus requisitos, com o nome de Veicolo Tattico Leggero Multiruolo (VTLM) Lince, com o pacote de modernização do programa K2.

Trata-se de um blindado multitarefa 4×4 com uma ampla gama de proteção a seus ocupantes contra minas, artefatos explosivos improvisados (IEDs) e armas leves, adotado pelo EB para ser empregado em operações de Garantia da Lei e da Ordem (GLO) auxiliando as forças de segurança pública do Rio de Janeiro.

Esse blindado é similar aos carros do programa VBMT-LR (Veículo Blindado MultiTarefa, Leve de Rodas), vencido pelo Iveco LMV-BR, e que integraram as suas unidades Mecanizadas em breve.

 negociação entre os Governos do Brasil e da Itália para a aquisição dos Iveco Lince não guarda qualquer relação com o contrato vencido pela Iveco Veículos de Defesa do Brasil para fornecer mais de uma centena de exemplares novos do LMV que serão fabricados em Sete Lagoas, para o Programa Estratégico do Exército Guarani (PEE Guarani).

Protótipo VEsPa 01 e VEsPa 02

 

No mês de outubro, o Rio de Janeiro registrou a volta de dois velhos conhecidos as operações policiais e militares em curso na cidade, o protótipo do VEsPa 1 e do VEsPa 2.

Segundos fontes consultadas por Infodefensa.com, os dois protótipos da família de blindados leves desenvolvidos pelo Centro Tecnológico do Exército (CTEx) -existem dois exemplares- foram colocados a disposição do Gabinete de Intervenção Federal do Rio de Janeiro, sendo inclusive flagrados em operações envergando a camuflagem padrão do EB.

O CTEx, órgão do Departamento de Ciência e Tecnologia (DCT), tem como missão a pesquisa e desenvolvimento de materiais de emprego militar (MEM) de interesse do Exército Brasileiro (EB).

Em um convênio instituído com o Governo do Estado do Rio de Janeiro há uma década, o órgão desenvolveu dois veículos com requisitos apresentados pela Secretaria de Estado de Segurança do Rio de Janeiro (Seseg), recursos  da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro (Faperj), e participação direta das empresas Agrale, responsável pelo chassi, e Autolife Blindagens, responsável pela carroceria. Assim surgiu o protótipo da Viatura Especial de Patrulhamento Uno (VEsPa 01).

Esse protótipo utiliza um chassi Agrale modelo MA 6.0, especialmente desenvolvido para a aplicação, e um motor eletrônico MWM-International 4.07 TCE de 140 cvde potência a 3.500 rpm.

Com capacidade para transportar cinco policiais na célula á frente e até seis presos no habitáculo da parte traseira, o veículo é estreito, leve e ágil, permitindo manobras e incursões em locais de difícil acesso, e o patrulhamento ostensivo nas vias expressas do Rio de Janeiro.

Após os testes efetuadas pelas polícias civis e militares do Estado, diversas melhorias foram sugeridas e, novamente com recursos da Faperj, um novo veículo blindado multiuso e com muito mais capacidade foi desenvolvido, o VEsPa 2, que também objetivava a aplicação por parte das forças policiais, e que foi apresentado na LAAD 2011.

Já em 2012, aproveitando a experiência adquirida anteriormente com o programa VEsPa e com o objetivo de atender à crescente demanda de utilização de blindados em ambientes urbanos, seja em Operações de Manutenção da Paz sob a égide da ONU ou em operações de Garantia da Lei e da Ordem (GLO), surge o terceiro protótipo de blindado policial do CTEx, a Viatura Blindada de Patrulhamento de Emprego Dual (VBPED), cujo os Requisitos Operacionais Básicos (ROB) priorizavam a proteção balística, mobilidade e logística.

Com capacidade e de transporte de sete militares (motorista, chefe de viatura/comandante e cinco fuzileiros) e sempre privilegiando o uso de componentes comerciais nacionais brasileiros, foi montado sobre o chassi Agrale MA 9.2 e foi equipado com um motor MWM Acteon 4.12 TCE com 150hp a 2200 rpm, com caixa automática Allison LTC 2000.

Possui Blindagem Nível III PA2, da Norma NBR 15000, resistente a disparos de calibres 7,62x51mm e 5,56×45 mm, escotilhas e seteiras para disparos.

É equipado com uma torre/reparo mecânico para metralhadora leve, mas está sendo idealizado para utilizar um sistema de armas remotamente controlado, como o reparo REMAX da Ares Aeroespacial e Defesa.

O VBPED ainda não foi visto atuando no Rio de Janeiro. Fotografias de cerimônia na Avibras Aeroespacial, no início de 2018, mostravam o blindado na fábrica da empresa em São José dos Campos, no interior do Estado de São Paulo.

 © Information & Design Solutions, S.L. Todos los derechos reservados. Este artículo no puede ser fotocopiado ni reproducido por cualquier otro medio sin licencia otorgada por la empresa editora. Queda prohibida la reproducción pública de este artículo, en todo o en parte, por cualquier medio, sin permiso expreso y por escrito de la empresa editora.

APPS

ENVÍO DE LA NOTICIA A UN AMIGO
Correo electrónico
Tu nombre
Mensaje