menú responsive
AMÉRICA | Aire
-/5 | 0 votos

Caça deverá ser substituído em 2022 pelo SAAB Gripen E/F

Tiger II completa 45 anos de Força Aérea Brasileira

F-5EM modernizado: mira montada em capacete, mísseis BVR e capacidade LD/SD avançadas.

F-5EM modernizado: mira montada em capacete, mísseis BVR e capacidade LD/SD avançadas.

 Ver galería de fotos

02/03/2020 | Belo Horizonte

Roberto Valadares Caiafa

A Força Aérea Brasileira (FAB) completou nesta sexta feira (28/02) 45 anos do recebimento dos primeiros caças F-5E/F Tiger II em Palmdale, nos Estados Unidos, onde foi fabricado.

As três primeiras aeronaves, destinadas ao treinamento de pilotos (biplaces F-5F), chegaram efetivamente ao Brasil em março de 1975 na Base Aérea de Belém e depois foram deslocadas para a Base Aérea do Galeão.

Equipado com dois turbo-jatos J-85 e capaz de atingir uma velocidade de até 1.316 km/h, a chegada dos caças representou um avanço para a defesa aérea do país, com a viabilidade de executar missões de interceptação, patrulha aérea de combate e escolta, reconhecimento aéreo e socorro em voo.

Em 2015, quando completaram 40 anos de FAB, as aeronaves já haviam cumprido quase 285 mil horas de voo.

Histórico do Tiger no Brasil

Em 1975, o Governo Brasileiro adquiriu 42 caças F-5.

function registrarse(){ vuelta = window.location.pathname; location.href="/directorio/suscriptor_simpli.php?vuel="+vuelta; }

Contenido gratuito disponible para suscriptores

 

Si todavía no se ha suscrito, pinche aquí, el registro es totalmente gratuito. En caso contrario, introduzca sus datos:

 © Information & Design Solutions, S.L. Todos los derechos reservados. Este artículo no puede ser fotocopiado ni reproducido por cualquier otro medio sin licencia otorgada por la empresa editora. Queda prohibida la reproducción pública de este artículo, en todo o en parte, por cualquier medio, sin permiso expreso y por escrito de la empresa editora.

ENVÍO DE LA NOTICIA A UN AMIGO
Correo electrónico
Tu nombre
Mensaje