menú responsive
AMÉRICA | Aire
-/5 | 0 votos

Tecnologia NCW nacional

Força Aérea Brasileira inicia testes em voo do LINK BR2

Os caças F-5EM serão os primeiros usuários operacionais do Link BR2 (Ilustração Wilson Cara)

Os caças F-5EM serão os primeiros usuários operacionais do Link BR2 (Ilustração Wilson Cara)

 Ver galería de fotos

24/12/2020 | Belo Horizonte

Roberto Valadares Caiafa

O Sistema Link BR2, destinado a ampliar a capacidade de comunicações das aeronaves da Força Aérea Brasileira (FAB) entrou na fase da Campanha de Ensaios em Voo, e uma demonstração do sistema foi realizada na Ala 3 (Canoas, RS) para o alto comando da corporação no último dia 16 de dezembro.

A Comissão Coordenadora do Programa Aeronave de Combate (COPAC) e a empresa AEL Sistemas apresentaram o desenvolvimento do Projeto Link-BR2 ao Comandante da Aeronáutica, Tenente-Brigadeiro-do-Ar Antônio Carlos Moretti Bermudez, ao Comandante da Ala 3, Brigadeiro do Ar Mauro Bellintani, e outros Oficiais-Generais da FAB e do Ministério da Defesa.

Um caça Northrop F-5EM do 1º/14º GAV (Esquadrão Pampa), preparado com equipamentos e antenas para a instalação do sistema, realizou, durante a demonstração em voo, a comunicação, em tempo real, entre vetores aéreos e estações de Comando e Controle.

O caça foi pilotado pelo tenente-coronel-aviador Drozdz, do Instituto de Pesquisas e Ensaios em Voo (IPEV), unidade especializada na realização desse tipo de desenvolvimento e teste de novas tecnologias.

A comunicação entre aeronaves, estações de solo e demais emissores/receptores utiliza protocolo criptografado com alto grau de segurança para o compartilhamento de mensagens e outras aplicações operacionais, permitindo a ampliação da consciência situacional de todos os participantes da rede, no ar e no solo, em tempo real.

Operações de guerra modernas

 

A tecnologia conhecida como Data Link é restrita a poucos países e fundamental para as operações de guerra moderna. O LINK-BR2 está sendo desenvolvido por engenheiros brasileiros em Porto Alegre.

Esse sistema poderá ser integrado a outro projeto de grande importância para a Defesa Nacional, que é o Rádio Definido por Software do Ministério da Defesa (RDS-Defesa), programa este liderado pelo Centro Tecnológico do Exército (CTEx).

O LINK-BR2 e o RDS-Defesa são os mais importantes projetos de interoperabilidade conduzidos pelas Forças Armadas e o Ministério da Defesa e devem promover a capacidade de integração entre Marinha, Exército e Aeronáutica numa rede de comunicação segura via rádio, além de permitir a troca de informações táticas provenientes de diversos sensores.

Com a sinergia dos projetos, o Brasil desponta como um País capaz de desenvolver tecnologias críticas de Comando e Controle necessárias à operação em ambiente de Guerra Centrada em Redes.

O Comandante da Aeronáutica comentou sobre a importância da implantação do Sistema “O Link-BR2 realmente vai ser um divisor de águas nas comunicações mais modernas, de dados e de voz, que muito contribuirá com os exercícios e operações que são realizados pelas nossas Forças: Marinha, Exército e Força Aérea”, informou.

O presidente da AEL Sistemas, Gal Lazar comemorou o marco histórico do projeto. “Hoje foi o primero voo que demonstrou capacidades operacionais do projeto estratégico LINK-BR2, conduzido pela FAB/COPAC e liderado pela AEL sistemas. Trata-se de um Sistema de Sistemas que implementa um Data Link no estado-da-arte que eleva substancialmente as capacidades operacionais da FAB e evidencia o alto nível de conhecimento técnico da nossa empresa. O voo do Sistema LINK-BR2 reforça a posição da AEL Sistemas, que juntamente com o Programa RDS-Defesa, se coloca como desenvolvedora e fornecedora de sistemas avançados de comunicação para as Forças Armadas Brasileiras.”

De acordo com o Presidente da COPAC, Major-Brigadeiro-do-Ar Valter Borges Malta "A realização da Campanha de Ensaios em Voo é uma etapa muito importante de todo o projeto, pois concretiza anos de trabalho e desenvolvimento de vários setores da FAB e da AEL Sistemas. O sistema Link-BR2 é uma realidade e, futuramente, estará embarcado nos caças F-39 Gripen que atualmente estão sendo desenvolvidos na Suécia e no Brasil", destacou o Oficial-General.

O piloto de ensaio, Tenente-Coronel José Ricardo Drozdz, explicou sobre os avanços trazidos pela nova tecnologia. “Para a Força Aérea, o sistema Link-BR2 trará um ganho operacional inigualável, visto que todas as aeronaves que estiverem no Teatro de Operações terão capacidade de receber informações e também enviar mensagens e dados para as estações de solo, de forma a aumentar a consciência situacional de todos os envolvidos nas operações”, disse.

Visita às instalações da AEL Sistemas

 

Antes do voo de demonstração, realizado na manhã da última quarta-feira (16/12), a comitiva do Alto Comando da Força Aérea e do Ministério da Defesa visitou as instalações da AEL Sistemas, em Porto Alegre, onde é desenvolvido o Projeto Link-BR2.

Representantes das Forças Armadas conheceram de perto áreas de desenvolvimento e produção de aviônicos e sistemas, bem como assistiram à uma demonstração de interoperabilidade entre equipamentos de comunicação utilizados pela Marinha, Exército e Força Aérea Brasileira, a exemplo do Rádio Definido por Software de Defesa (RDS-Defesa).

O Diretor de Programas da AEL Sistemas, Leonardo Martins Vegini, comentou sobre o evento. “A visita do Comando da Aeronáutica, juntamente com representantes do Ministério da Defesa, significa muito para a empresa, pois a gente pôde apresentar todos os desenvolvimentos que temos junto à Força Aérea, como o Gripen, o KC-390, o Link-BR2, as aeronaves remotamente pilotadas e a parte de comunicação. Então, foi algo muito relevante, que culminou com a demonstração em voo do sistema do Link-BR2, que trará muitas capacidades adicionais e operacionais para a Força Aérea Brasileira e que nos orgulha muito como brasileiros”, declarou.

Além da COPAC, o Projeto Link-BR2 conta com as gerências temáticas do Comando de Operações Aeroespaciais (COMAE); Comando-Geral de Apoio (COMGAP); Comando de Preparo (COMPREP); Estado-Maior da Aeronáutica (EMAER); Departamento de Controle do Espaço Aéreo (DECEA); Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial (DCTA); Centro de Inteligência da Aeronáutica (CIAER), e do Instituto de Fomento e Coordenação Industrial (IFI).

Campanha de Ensaios em Voo

 

Após um extenso período de preparação e planejamento, no dia 1º de dezembro, na Ala 3, ocorreu o primeiro voo de uma aeronave da FAB como participante da Campanha de Ensaio em Voo do Projeto Link-BR2, marcando o seu início.

Durante o mês de novembro, equipes da FAB estiveram no Rio Grande do Sul a fim de verificar as fases de desenvolvimento do projeto e realizar as atividades preparatórias para o início da Campanha de Ensaios em Voo.

O voo foi realizado por equipagem do IPEV que, em coordenação com a empresa e com representantes do COMPREP e COPAC, cumpriu as primeiras avaliações do sistema.

O Piloto de ensaio da FAB e Diretor do IPEV, Coronel-Aviador Marcelo Zampier Bussmann, realizou o primeiro voo no F-5EM, com o sistema Link-BR2 embarcado. “A integração do sistema mostrou-se muito robusta, não havendo problemas de interferência com os sistemas já incorporados na aeronave F-5EM. É uma grande satisfação poder voar pela primeira vez um sistema concebido por inúmeras pessoas da FAB, desenvolvido por empresa brasileira e que vai contribuir de forma definitiva para prover consciência situacional no Teatro de Operações e geral vantagem tática no combate aéreo”, destacou o Oficial.

A previsão é que o projeto seja finalizado em 2021.

O programa contempla a instalação em aeronaves F-5M, além de estações de planejamento, comando e controle de missão.

Já é prevista a integração do Sistema Link-BR2 no caça F-39 Gripen da Força Aérea Brasileira, o que vai maximizar suas capacidades de operação e de combate, permitindo operações de pacote e em forças de coalizão, proporcionando o compartilhamento de informações de radares, troca de mensagens, vídeos entre aeronaves e equipes de solo, integrando a comunicação completa entre os caças F-39 Gripen, F-5M, A-1M e A-29, os aviões de comando, controle e alerta aéreo antecipado E-99 e os centros de comando e controle em terra e no mar.

O Link-BR2 tem como contratante principal a AEL Sistemas, que conta com mais duas empresas brasileiras trabalhando como subcontratadas: Aeromot, na parte de modificações estruturais nas plataformas e a Kryptus, na parte de segurança.

O RDS-Defesa é um projeto de Pesquisa e Desenvolvimento (P & D), coordenado pelo Ministério da Defesa e conduzido pelo Centro Tecnológico do Exército (CTEX), que busca empregar a tecnologia de rádios definidos por software para as comunicações militares no Brasil.

O objetivo maior do projeto é promover a interoperabilidade nas comunicações rádio das Forças Armadas do Brasil com uma família de rádios táticos nacionais.

Ele utiliza arquitetura de software SCA (Software Communication Architecture), que possibilita o desenvolvimento de formas de onda independentes da infraestrutura de hardware adotada.

A forma de onda (software) está sendo desenvolvida pelo Centro de Pesquisa e Desenvolvimento em Telecomunicações (CPqD).

Em execução desde 2013 pelo CTEX, o projeto entrou em uma nova fase, quando a empresa AEL Sistemas foi contratada para o desenvolvimento e fornecimento de 16 protótipos do RDS Veicular.

Assinado em primeiro de dezembro, o novo contrato terá 18 meses de duração e tem por objetivo a entrega de um produto capaz de ser certificado para emprego operacional pelas Forças Armadas, finalizando a etapa de P & D do projeto e habilitando um rádio militar nacional com alto valor agregado, cuja propriedade intelectual pertence ao Exército Brasileiro.

Imagens: Força Aérea Brasileira/AEL Sistemas

 

 © Information & Design Solutions, S.L. Todos los derechos reservados. Este artículo no puede ser fotocopiado ni reproducido por cualquier otro medio sin licencia otorgada por la empresa editora. Queda prohibida la reproducción pública de este artículo, en todo o en parte, por cualquier medio, sin permiso expreso y por escrito de la empresa editora.

ENVÍO DE LA NOTICIA A UN AMIGO
Correo electrónico
Tu nombre
Mensaje