menú responsive
AMÉRICA | Armada
-/5 | 0 votos

Escola Naval usará o SIMPASS-MP na formação de oficiais da Esquadra

A Marinha do Brasil já está com o simulador de passadiço multiplayer

O comandante da Marinha e demais almirantes descerram placa alusiva a inauguração.

O comandante da Marinha e demais almirantes descerram placa alusiva a inauguração.

 Ver galería de fotos

07/01/2021 | Belo Horizonte

Roberto Valadares Caiafa

O Centro de Análises de Sistemas Navais (CASNAV), Instituição de Ciência, Tecnologia e de Inovação (ICT) subordinada ao Centro Tecnológico da Marinha no Rio de Janeiro (CTMRJ), inaugurou, em 18 de dezembro, o novo Simulador de Passadiço Multiplayer (SIMPASS-MP), durante o Conselho de Almirantes, na Escola Naval (EN), representando um marco na formação dos Aspirantes da Marinha.
 
O SIMPASS-MP é uma evolução do SIMPASS, também desenvolvido pelo CASNAV para o Centro de Instrução Almirante Graça Aranha (CIAGA).
 
Por tratar-se de um simulador flexível em termos de arquitetura e capaz de gerar diferentes camadas de imersão, foi possível executar uma reconfiguração que atendesse aos objetivos específicos da Escola Naval e implementar novas melhorias e funcionalidades.
 
O CASNAV é uma Instituição de referência que busca prover soluções, prioritariamente, nas áreas de Tecnologia da Informação, Pesquisa Operacional, Simulação e Criptologia.
 
E sob a coordenação do CTMRJ, a organização militar trabalha para otimizar o emprego dos meios e o desenvolvimento científico e tecnológico da Marinha e do País.
 

Funcionalidades do Simulador de Passadiço

 

O simulador é composto por 7 estações independentes sendo 6 "Part Task Trainners" (PTT) e uma estação Full-mission.

As 6 estações PTT são compostas por equipamentos RADAR, ECDIS, console de instrumentos e console de visualização do cenário externo.

O Passadiço Full-Mission apresenta uma visualização do ambiente externo, por meio de sete monitores Full HD de 65 polegadas permitindo 240° de visualização; consoles realísticos em metal e com monitores Full HD e teclados robustecidos industriais; radar Furuno (simulado) Banda-X; radar Furuno (simulado) Banda-S, com teclado Furuno real integrado ao simulador; W-ECDIS (CISNE) desenvolvido pelo IPQM e integrado ao simulador; três repetidoras de giro SPERRY MARINE reais, integrados ao simulador; asas de bombordo e boreste com ângulo panorâmico de 180° (da proa até a popa em cada bordo), equipadas com peloros de modo a permitir navegação visual com três linhas de posição simultâneas.

O visual é fornecido por monitores de 65 polegadas na vertical permitindo amplo ângulo de visualização; console do timoneiro, com monitor Full HD Touch Screen; dois consoles de instrumentos virtualizados para interface aluno-simulador; alça-ótica com funções de acompanhamento de alvos, distância passiva por Estadímetro, distância ativa por Laser Range Finder (telêmetro Laser), visão noturna por Infra-Vermelho, modo Low-light TV; Sistema de comunicações interiores por Telefones Auto-excitados, utilizando equipamento real de bordo.

Permite comunicação entre as diversas estações guarnecidas.

A simulação, um treinamento barato e muito eficaz

 

As características notáveis do equipamento, usado na formação dos alunos da Escola Naval, permitem realizar a gestão eficiente dos recursos públicos destinas à produção de Geoinformação de interesse da Defesa; disponibilizar a função Multiplayer onde 7 estações podem ser configuradas para diversas possibilidades de cenários de treinamento, sendo possível configurar cada estação como um navio independente ou como partes de um mesmo navio, agrupar estações em um mesmo exercício ou em diversos exercícios independentes em paralelo.

Entre outros avanços, as posições das TVs de visualização do passadiço principal foram recuadas das janelas, de modo a permitir uma sensação de paralaxe e incrementar sensação de imersão, é possível efetuar comunicações externas por meio de equipamentos reais de VHF, os cenários de portos incluem Rio de Janeiro, Santos, Vitória, Rio Grande, Arraial do Cabo e Paranaguá, e os tipos de Navios incluem Fragatas, Corvetas, Submarinos, Mercantes diversos, Avisos de Instrução e Navios Patrulha.

O simulador também apresenta modelagem comportamental realística dos meios, simulação fiel dos sistemas de propulsão e governo, interação navio-fundo, interação navio-navio, inuências hidrodinâmicas de bancos de areia e canais, comportamento realístico de balanço e caturro para cada estado do mar, simulação de avarias diversas, alarmes.

A modelagem ambiental é bem realística e inclui a inuência nos navios das diversas intempéries ambientais. (vento, corrente, ondas, estado do mar, chuva, cerração), sinais visuais e sonoros de outros navios e do próprio navio, sinalização náutica diurna e noturna, faróis, faroletes, bóias, SARTs, EPIRBs, etc.

Também é possível treinar uma posição de vigia VR, ou seja, uma estação de vigilância no Tijupá do navio utilizando óculos de realidade virtual.

Os binóculos VR também podem ser empregados na visualização dos alvos através das janelas do passadiço como binóculos simulados, utilizando equipamento de realidade virtual.

Um Módulo CFTV permite a visualização de diversas câmeras instaladas pelo navio, existe a possibilidade de integração com Simulador de Orientação de Aeronaves.

O simulador também possui sala anexa conectada e oferecendo aplicações dedicadas ao briefing, recursos de replay, avanço e reinício de exercício de um ponto do exercício anterior.

 © Information & Design Solutions, S.L. Todos los derechos reservados. Este artículo no puede ser fotocopiado ni reproducido por cualquier otro medio sin licencia otorgada por la empresa editora. Queda prohibida la reproducción pública de este artículo, en todo o en parte, por cualquier medio, sin permiso expreso y por escrito de la empresa editora.

ENVÍO DE LA NOTICIA A UN AMIGO
Correo electrónico
Tu nombre
Mensaje