menú responsive
AMÉRICA | Aire
-/5 | 0 votos

Para substituir sua aeronave Alpha Jet

Portugal negocia com a Embraer compra de dez aeronaves Super Tucano

Super Tucano. Imagens: Roberto Caiafa, Embraer, Marco Aurélio do Couto Ramos

Super Tucano. Imagens: Roberto Caiafa, Embraer, Marco Aurélio do Couto Ramos

04/04/2021 | Belo Horizonte

Roberto Valadares Caiafa

Segundo fontes próximas a Força Aérea Portuguesa (FAP), a instituição estaria negociando com a Embraer Defesa e Segurança a compra de 10 exemplares do turboélice EMB-314 Super Tucano, esses aviões substituindo o jato de treinamento franco-alemão Alpha Jet (retirado de serviço em 2018).

Visto como uma aeronave capaz de treinar novos pilotos para a FAP, o Super Tucano seria usado também para apoiar operações militares portuguesas sob a bandeira da Organização das Nações Unidas (ONU/UN).

Se esta venda for concretizada, Portugal tornar-se-á o primeiro operador europeu OTAN/NATO a empregar o Super Tucano.

Além das reconhecidas qualidades operacionais do aparelho, entrariam no negócio aspectos político-industriais que ligam Portugal e Brasil.

O Super Tucano realizou recentemente em Portugal várias demonstrações oficiais que impressionaram positivamente o Alto Comando da FAP.

Além disso, a Embraer é acionista majoritária do grupo aeroespacial português OGMA, cuja fábrica em Évora produz aeroestruturas para o jato de transporte militar C-390 Millennium, do qual a FAP encomendou recentemente cinco exemplares.

O mestre da Contra-Insurgência (COIN)

 

Sucessor legítimo do EMB-312 Tucano, o EMB-314 Super Tucano é um turboélice de um ou dois lugares especializado em operações COIN (COunter INsurgency) e está fortemente armado com duas metralhadoras M3P de 12,7 mm (uma em cada asa) e 5 pontos duros (linha central da fuselagem e dois cabides em cada asa) que lhe permitem transportar até 1.500 quilos de armamento como mísseis ar-ar, foguetes, bombas guiadas, tanques adicionais de combustível, etc.

O modelo brasileiro possui Head-Up Display (HUD) grande angular, está capacitado para empregar torreta FLIR AN/AAQ-22 SAFIRE sob a linha central da fuselagem e seu cockpit apresenta moderno lay-out com manche HOTAS (hands on throttle and stick), dois visores multifuncionais coloridos com telas de 6X8 e um sistema de navegação equipado com capacidade TCAS (Traffic Collision Avoidance Systems) e GPS.

O avião também dispõe de assentos ejetáveis zero-zero Martin-Baker Mark 10 LCX e o cockpit é compatível com óculos de visão noturna (NVG), além de estar equipado com sistema autônomo de geração de oxigênio (OBOGS).

Sua célula pode suportar fatores de carga entre 7G e -3,5G e foi pensada desde o início para operar em condições difíceis em aeródromos com pouca infraestrutura de solo.

O Super Tucano é mundialmente reconhecido como uma aeronave ideal para missões CAS (Close Air Support) e combate à guerrilha.

Desde o seu lançamento já foram encomendadas mais de 220 unidades por 16 nações diferentes, derrotando competidores de peso como o turboélice AT6-E Wolwerine do grupo americano Textron.

 

 © Information & Design Solutions, S.L. Todos los derechos reservados. Este artículo no puede ser fotocopiado ni reproducido por cualquier otro medio sin licencia otorgada por la empresa editora. Queda prohibida la reproducción pública de este artículo, en todo o en parte, por cualquier medio, sin permiso expreso y por escrito de la empresa editora.

ENVÍO DE LA NOTICIA A UN AMIGO
Correo electrónico
Tu nombre
Mensaje