A parceria Sierra Nevada-Embraer busca meios de mitigar o atraso nas entregas do Super Tucano para a USAF
EDICIÓN
| INFODRON | INFOESPACIAL | MUNDOMILITAR | TV
Aire (Portugués) >

A parceria Sierra Nevada-Embraer busca meios de mitigar o atraso nas entregas do Super Tucano para a USAF

SuperTucano Brasil 2
|

(Infodefensa.com) R. Caiafa, Sao Paulo - A Sierra Nevada/ Embraer informou que já busca meios de mitigar o atraso nas entregas do Super Tucano para a Força Aérea Norte-Americana. O cronograma previa as primeiras aeronaves entregues a partir de abril de 2013, prazo prejudicado pela disputa judicial movida pela Hawker Beechcraft, e que forçou a USAF a interromper os trabalhos de prontificação do contrato enquanto não se tem o veredicto final sobre o litígio comercial.

A Beechcraft foi eliminada da concorrência em novembro de 2011 devido a deficiências detectadas pela USAF em sua proposta de venda da aeronave AT-6B Texan II. O caminho seguido pela empresa, além das ações judiciais, incluiu massiva campanha de mídia na internet e o envolvimento de parlamentares do estado do Kansas que questionaram publicamente a opção por uma aeronave brasileira em detrimento de um produto norte-americano.

No entanto, a Sierra Nevada/Embraer reagiu aos questionamentos declarando que sua proposta encontra-se dentro do que estipula o Buy America Act, sendo assim, 88% da aeronave terá componentes produzidos nos Estados Unidos e sua montagem final será realizada na unidade industrial da EDS em Jacksonville, na Flórida.

Quanto a alegação da Hawker Beechcraft de que a cessão do contrato para a Embraer eliminaria cerca de 1.400 postos de trabalho americanos. Sierra Nevada respondeu com números e dados que mostram a transferência de itens de produção da derrotada para plantas industriais no México e outros países.

Outra alegação da empresa diz respeito a data de divulgação da vitória da Embraer/Sierra Nevada, anunciada no dia 31 de dezembro de 2011. O fabricante norte-americano alega falta de transparência no processo, já que contratos deste tipo se tornam públicos no mesmo dia em que são decididos, e a decisão favorável a Embraer/Sierra Nevada foi tomada no dia 22 de dezembro.

O fato é que a USAF aguarda a definição das ações judiciais para iniciar a produção e entrega de 20 aparelhos A-29 Super Tucano previsto em contrato, os quais serão utilizados pelas forças afegãs para treinamento, vigilância a apoio aéreo aproximado.



Recomendamos