Marinha do Brasil avança no desenvolvimento de seu míssil de superfície antinavio
EDICIÓN
| INFODRON | INFOESPACIAL | MUNDOMILITAR | TV
Brasil (Portugués) >

Marinha do Brasil avança no desenvolvimento de seu míssil de superfície antinavio

SIATT mansup3
|

O programa Mansup compreende o desenvolvimento de um míssil superfície-superfície, projetado para realizar voos do tipo “sea skimming”, a ser utilizado nos navios da Marinha do Brasil (MB). Trata-se de um projeto complexo e multidisciplinar, com elevado conteúdo tecnológico, que reúne uma série de empresas da área de defesa. 

Devido ao seu caráter inovador, o Mansup colocará o Brasil em um novo patamar de independência tecnológica.

Na Etapa 1 do programa, a empresa Avibras desenvolveu os motores do míssil. Na Etapa 2, as empresas Omnisys, Siatt e Avibras, juntamente com a Fundação Ezute, foram responsáveis pelo desenvolvimento e fabricação dos protótipos do míssil. Estas mesmas empresas e organizações participarão da implementação da Etapa 3.

Man sup

Os protótipos do Mansup foram produzidos e testados com sucesso ao final da Etapa 2, indicando que estão dominados os conhecimentos e tecnologias necessários para produção do míssil no Brasil. 

Os testes dos protótipos foram realizados no final de 2018 e no primeiro semestre de 2019. 

A Etapa 3, a ser deslanchada em 2022, compreende o desenvolvimento dos processos e preparação da infraestrutura para a industrialização; a produção do míssil e produção de um Lote Cabeça de Série; a qualificação do produto; a preparação para a comercialização e o planejamento da validação do conceito operacional do Mansup .

Chamada de Produtação e Qualificação do míssil, essa etapa consistirá na Produção do Lote Cabeça de Série, que compreende a fabricação, montagem e testes de verificação e validação de todo o Sistema MANSUP (Míssil, Casulo, Contêiner de Transporte, Sistema de Telemetria, Console Lançador e Cabeça de Combate).

Omnisys MANSUP Caiafa

A Etapa 3 compreende também o Desenvolvimento dos Processos de Fabricação, Catalogação, Certificação, a Preparação para a Validação do Conceito Operacional do MANSUP e o Planejamento do Apoio Logístico para a sua comercialização em escala.

A Etapa 3 do programa, iniciada em 2019, deve se estender por 6 anos (conclusão ao final de 2024), período em que serão consolidadas as versões industrializáveis dos sistemas e componentes do míssil. 

Serão realizados todos os ensaios de qualificação destinados a demonstrar o atendimento pelo míssil e seus componentes, dos requisitos de projeto. 

Está previsto o lançamento de 10 protótipos como parte do processo de qualificação. Isso representa três anos de trabalho com pelo menos três disparos por ano, até o ensaio final no segundo semestre de 2024).





Recomendamos


Lo más visto