AMÉRICA | Tierra
-/5 | 0 votos

0

0

0

0

Contrato de R$ 270 milhões

O Exército Brasileiro adquire 860 caminhões VW Worker 15.210 4x4 militarizados

02/09/2013

(Infodefensa.com) Sao Paulo - O Exército Brasileiro acaba de adquirir de um lote de 860 unidades militarizadas do modelo VW Worker 15.210 4x4, montados pela divisão latino-americana da MAN, fabricante dos caminhões Volkswagen.

A assinatura do contrato de R$270 milhões, realizada no Ministério da Defesa em Brasília, reforçou a posição da companhia como principal parceira da Forças Armadas no fornecimento de veículos desde 2007, quando passou a disputar as licitações com produtos desenvolvidos para o uso militar.

Com esse novo pacote, que terá as primeiras unidades entregues em dezembro, a frota da Volkswagen no Exército Brasileiro vai superar o patamar de 5 mil veículos, reforçando a estratégia da MAN em ganhar terreno também neste segmento. Em abril, a companhia já havia celebrado a assinatura de um acordo de outros R$ 160 milhões para a transferência de 300 veículos militarizados modelo VW Constellation 31.320 6x6 (10 toneladas), de capacidade superior em relação ao Worker (5 toneladas).

Os veículos são produzidos na unidade industrial da MAN em Resende, no Rio de Janeiro, em um processo de montagem semelhante a um caminhão convencional. No entanto, os eixos são reforçados e a suspensão tem diferente elevação em relação aos produtos para uso urbano e rodoviário.

Em seguida, as unidades passam por um processo de customização (que é realizado pela BMB, no anexo da fábrica da MAN) para aplicação de blindagem da cabine e pintura camuflada. Por fim, são encaminhados para o processo de beneficiamento, com aplicação de peças e desenvolvimento da carroceria de acordo com as exigências do exército (pode ser colocada a lona para soldados, estrutura para transporte de materiais e/ou armamentos).

 © Information & Design Solutions, S.L. Todos los derechos reservados. Este artículo no puede ser fotocopiado ni reproducido por cualquier otro medio sin licencia otorgada por la empresa editora. Queda prohibida la reproducción pública de este artículo, en todo o en parte, por cualquier medio, sin permiso expreso y por escrito de la empresa editora.

SÍGUENOS EN

ENVÍO DE LA NOTICIA A UN AMIGO
Correo electrónico
Tu nombre
Mensaje