menú responsive
AMÉRICA | Armada
-/5 | 0 votos

Armamento equipará quatro submarinos S-BR no âmbito do PROSUB

Naval Group entrega torpedos pesados F21 a Marinha do Brasil

O torpedo F21 é o único do tipo pesado em desenvolvimento na atualidade.

O torpedo F21 é o único do tipo pesado em desenvolvimento na atualidade.

05/03/2020 | Belo Horizonte

Roberto Valadares Caiafa

O anúncio da entrega ocorreu durante a apresentação dos ganhos anuais da empresa, em uma conferência de imprensa realizada em 21 de fevereiro de 2020.

Um lote inicial de seis torpedos F21 foi entregue à Marine Nationale (França), cliente lançadora do programa, em novembro de 2019.

Outro lote de torpedos F21 foi entregue à Marinha do Brasil em janeiro deste ano. O número exato de torpedos não foi divulgado.

A Marinha do Brasil é o primeiro cliente de exportação do F21, que será instalado a bordo dos novos submarinos da classe Riachuelo.

Essa entrega comprova a seriedade na execução de contratos de defesa internacionais por parte das empresas francesas, em que pese recentes declarações do presidente Emmanuel Macron sobre a "internacionalização" da Amazônia Brasileira, o que gerou diversos questionamentos sobre a continuidade da parceria estratégica Brasil x França na mídia brasileira.

Como se pode verificar pelas entregas realizadas, dentro dos prazos acordados, as empresas francesas não foram afetadas pelas falas inconsequentes do mandatário francês e estão a fazer a sua parte de forma profissional e correta.

De acordo com o Naval Group, o F21 apresenta desempenhos excepcionais, cumprindo rigorosos requisitos da Marine Nationale como modo autoguiado avançado, capacidade de águas rasas e confinadas, resistência a contramedidas de última geração e conformidade com as normas de segurança de submarinos nucleares.

Graças à sua inteligência, alcance e poder de fogo, oferece aos seus usuários uma vantagem tática incomparável, aumentando o espectro de cenários operacionais.

Um torpedo pesado eficaz

O F21 tem um diâmetro padrão da OTAN (533 mm), um comprimento de seis metros e pesa 1.550 kg.

Tem uma velocidade superior a 50 nós e um alcance de mais de 50 km (27 milhas náuticas).

Sua profundidade de ataque operacional é compreendida entre -33 pés (10 m) e +1.630 pés (500 m).

O torpedo é guiado inicialmente por fio e, em seguida, usa retorno acústico.

Seu motor elétrico é acionado por uma bateria de óxido de prata de alumínio (AgO-Al).

O back-end do torpedo é fornecido pela Atlas Elektronik (e provém do SeaHake mod4), permitindo aos engenheiros franceses da DGA e do Naval Group concentrarem totalmente seu tempo e orçamento durante a fase de pesquisa e desenvolvimento na inteligência, orientação e recursos de rastreamento do novo torpedo pesado.

F21 para a França

 

Na Marine Nationale, o F21 está programado para substituir o envelhecido F17.

F21 será instalado a bordo da frota SSBN da classe Le Triomphant. 

Também será integrado ao novo SSN Barracuda (classe Suffren) e mais adiante, a futura frota SSBN conhecida como “SNLE 3G”. Vários SSNs atuais da classe Rubis receberão o novo torpedo, já que pelo menos um submarino da classe foi usado para realizar testes de validação e qualificação do F21 nos últimos anos.

O requisito inicial da Marinha Francesa é para 93 torpedos pesados F21, que serão conhecidos como “Artémis” na Marine Nationale.

F21 para a Grécia e a Índia?

 

Naval Group também procura fornecer seu torpedo pesado F21 para a Marinha Helênica (Grécia), que precisa equipar sua frota de quatro submarinos Tipo 214 e um Tipo 209.

A necessidade é de torpedos pesados ​​de 36×21 polegadas (533 mm) para substituir os antigos SUT Mod0 e SST-4.

Um concurso internacional deve ser lançado pelo MOD grego este ano.

Também existe um requisito de torpedo pesado na Índia, para os seis submarinos da marinha indiana da classe Scorpene.

Ministério da Defesa da Índia emitiu uma licitação em junho de 2019 para a aquisição de cerca de 100 torpedos pesados.

Imagens: Roberto Caiafa, Naval Group, Marine Nationale

 © Information & Design Solutions, S.L. Todos los derechos reservados. Este artículo no puede ser fotocopiado ni reproducido por cualquier otro medio sin licencia otorgada por la empresa editora. Queda prohibida la reproducción pública de este artículo, en todo o en parte, por cualquier medio, sin permiso expreso y por escrito de la empresa editora.

ENVÍO DE LA NOTICIA A UN AMIGO
Correo electrónico
Tu nombre
Mensaje