menú responsive
AMÉRICA | Tierra
-/5 | 0 votos

Departamento de Ciência e Tecnologia do Exército

O Brasil já tem uma Escola Nacional de Defesa Cibernética

Pesquisa, desenvolvimento, operação e gerenciamento da Defesa Cibernética Brasileira

Pesquisa, desenvolvimento, operação e gerenciamento da Defesa Cibernética Brasileira

13/02/2019 | Belo Horizonte

Roberto Caiafa

O Departamento de Ciência e Tecnologia do Exército inaugurou a Escola Nacional de Defesa Cibernética (ENaDCiber) no Forte Marechal Rondon, em Brasília. A escola funcionava como núcleo desde dois de janeiro de 2015.

A cerimônia presidida pelo chefe interino do Departamento de Ciência e Tecnologia, general Bráulio de Paula, marcou a apresentação do primeiro comandante da nova organização militar, coronel Paulo Sérgio Reis Filho.

Subordinada ao Comando de Defesa Cibernética, a Escola tem a missão de fomentar e disseminar as capacitações necessárias à Defesa Cibernética, no âmbito da Defesa Nacional, bem como contribuir com as áreas de pesquisa, desenvolvimento, operação e gestão do assunto e para a melhoria da qualificação da mão de obra nacional para o setor.

Sua estrutura de ensino tem caráter dual, civil e militar, contribuindo para a formação e especialização de recursos humanos que atuarão no setor cibernético sob a responsabilidade do Exército.

Os cursos e estágios serão disponibilizados para militares das três Forças Armadas e de Nações Amigas, bem como ao meio acadêmico.

O Comandante de Defesa Cibernética, general Guido Amin Naves, acredita que a ativação da Escola representa uma melhoria na capacitação de recursos humanos voltados para essa área. "O material humano é o que existe de mais essencial no âmbito de atuação da defesa cibernética. Nesse sentido, demos um passo importante com a efetivação da Escola, que é o braço acadêmico do Comando de Defesa Cibernética".

O coronel Paulo Sérgio vislumbra a ENaDCiber como um elemento de impulsão na formação dos recursos humanos para o setor cibernético.

Mesmo com os desafios naturais de uma fase inicial de implantação, o Comandante da Escola ressalta que existem metas a serem cumpridas ainda em 2019. "Temos que providenciar nos próximos meses as entregas desse projeto. Nosso desfio é garantir que as entregas ocorram no cronograma de implantação, a exemplo da oferta de alguns cursos já no segundo semestre desse ano".

Imagens: Comando de Defesa Cibernética do Exército Brasileiro

 © Information & Design Solutions, S.L. Todos los derechos reservados. Este artículo no puede ser fotocopiado ni reproducido por cualquier otro medio sin licencia otorgada por la empresa editora. Queda prohibida la reproducción pública de este artículo, en todo o en parte, por cualquier medio, sin permiso expreso y por escrito de la empresa editora.

ENVÍO DE LA NOTICIA A UN AMIGO
Correo electrónico
Tu nombre
Mensaje