Brasil inicia ciclo de compras para a Marinha com 12 veículos leves e 90 Unimog 5000
EDICIÓN
| INFODRON | INFOESPACIAL | MUNDOMILITAR | TV
Armada (Portugués) >

Brasil inicia ciclo de compras para a Marinha com 12 veículos leves e 90 Unimog 5000

Joint Light Tactical Vehicle e UNIMOG 5000 para o CFN.
|

A Marinha do Brasil (MB) anunciou, ao final do mês de novembro, a compra de 90 caminhões UNIMOG 5000, junto à empresa alemã Daimler Truck AG.

Os veículos, apropriados a operações em qualquer terreno, são indicados, especialmente para as operações anfíbias realizadas por tropas do Corpo de Fuzileiros Navais (CFN).

Os lotes anuais de viaturas pesadas UNIMOG 5000, incluindo veículos de transporte de tropas e material, cisternas de água e combustível, frigoríficas e basculantes, serão recebidos entre os anos de 2021 a 2027.

A ampliação do poder de combate do CFN não parou aí, pois os Fuzileiros Navais assinaram contrato nos Estados Unidos para o recebimento de doze Viaturas Blindadas Leves Sobre Rodas 4×4 JLTV (Joint Light Tactical Vehicle) a partir de 2022.

A Viatura Blindada Leve JLTV, de última geração das Forças Armadas estadunidenses incorpora elevados ganhos tecnológicos.

A blindagem, aliada à mobilidade, ao poder de fogo e às potencialidades de comando e controle possibilitará aos Grupamentos Operativos de Fuzileiros Navais conduzir Operações Anfíbias, Operações de Garantia da Lei e da Ordem, Missões de Paz e outras variadas ações dentro do amplo espectro das operações militares com proteção e mobilidade atuais.

Estruturas de manutenção, com sobressalentes, equipamentos, ferramentas e cursos necessários também estão no pacote.

Subprograma PROADSUMUS

A obtenção dessas novas viaturas ocorre no âmbito do PROADSUMUS, o Subprograma de Meios de Fuzileiros Navais componente do Programa Estratégico da Marinha “Construção do Núcleo do Poder Naval”.

O Subprograma PROADSUMUS foi criado para consolidar e ampliar as capacidades operativas do CFN, garantindo-lhe atuar como a Força Naval de caráter anfíbio e expedicionário, por excelência, contribuindo para as demais tarefas do Poder Naval brasileiro.

A obtenção desses meios de última geração assegura um elevado grau de versatilidade e flexibilidade ao CFN, ampliando sua prontidão operacional e sua capacidade de projeção de poder em áreas de interesse estratégico nacional.

Outras aquisições

Na lista de aquisições em negociações, o CFN busca materializar no mercado treze unidades de um "light tank", do qual as fontes da reportagem não souberam especificar qual seria o modelo, mas certamente de esteiras (lagartas) e substitutos dos vetustos SK-105A2S Kourassier.

Também estão sendo estudados para aquisição obuseiros de 155mm (pelo menos uma bateria full com seis peças), provavelmente do tipo autorrebocado, o que ampliaria enormemente o poder de fogo do Batalão de Artilharia de Fuzileiros Navais.

Outra importanter aquisição em negociação, a obtenção de um novo e sofisticado sistema de defesa antiaérea equipado com radares modernos de controle do espaço aéreo e lançadores de mísseis superficie ar de longo alcance/média altitude integrados.

Segundo fontes consultadas pela reportagem, o orçamento do Proadsumus para essas aquisições estaria girando em torno de R$ 236 milhões.

Imagens: CFN/Marinha do Brasil/Roberto Caiafa



Recomendamos