menú responsive
AMÉRICA | Tierra
-/5 | 0 votos

Omnisys, CAEx e DCT aprovam a produção e entrega do sistema

Brasil conclui a implementação do Strev necessário para desenvolver seu míssil tático

DSMEM 12 768x576 strev

06/02/2020 | Belo Horizonte

Roberto Caiafa

Em 29 de janeiro, o Centro de Avaliações do Exército (CAEx) finalizou a última etapa referente à conferência e acompanhamento das atividades de implantação do Sistema Transportável de Rastreio de Engenhos em Voo (STREV), tecnologia brasileira que será utilizada na fase final de desenvolvimento e homologação do Míssil Tático de Cruzeiro (MTC), contratado pelo Exército Brasileiro a Avibras Aeroespacial.

Durante uma reunião de alto nível foi aprovada a revisão detalhada do projeto entre a empresa contratada (Omnisys) e a equipe de fiscalização técnica do contrato do serviço de implantação, designada pelo Departamento de Ciência e Tecnologia (DCT).

Conduzida pelo General de Brigada Carlos Eduardo da Mota Góes (Chefe do CAEx), a reunião confirmou os projetos detalhados de integração dos subsistemas, a modernização do Radar “Adour”, do Centro de Controle e Operação, do subsistema de rastreio óptico, da solução de transportabilidade e das adaptações dos caminhões de carga do STREV.

Os documentos associados foram entregues e aceitos, conforme previsto no quinto evento do cronograma físico-financeiro do contrato do serviço de implantação do STREV.

Com duração de cinco anos, o contrato prevê o desenvolvimento e a implantação do sistema de rastreamento, capaz de fornecer informações essenciais para a análise de desempenho de foguetes, mísseis e munições.

Certificado como Produto Estratégico de Defesa (PED), o contrato inclui radares de rastreamento, sistemas ópticos, estações de comando e controle e telemetria.

A solução é essencial para o desenvolvimento e avaliação de sistemas de defesa complexos, apoiando o aprimoramento contínuo do Programa Estratégico do Exército ASTROS 2020 e outros sistemas de armamentos em desenvolvimento pelas Forças Armadas do Brasil.

A Omnisys, subsidiária brasileira da Thales, foi a empresa selecionada para o fornecimento de um sistema transportável para rastreio de engenhos em voo.

A empresa exporta tecnologia na área de Trajetografia e é líder em soluções de rastreio e principal fornecedora de radares para os centros de lançamento brasileiros.

Baseado em soluções já desenvolvidas pela empresa, o sistema tem como objetivo apoiar o Exército Brasileiro na realização de diferentes missões de rastreio, em diferentes locais, reduzindo os investimentos necessários para o desenvolvimento e avaliação de seus programas estratégicos.

Imagens: CAEx, DCT, Omnisys

 © Information & Design Solutions, S.L. Todos los derechos reservados. Este artículo no puede ser fotocopiado ni reproducido por cualquier otro medio sin licencia otorgada por la empresa editora. Queda prohibida la reproducción pública de este artículo, en todo o en parte, por cualquier medio, sin permiso expreso y por escrito de la empresa editora.

ENVÍO DE LA NOTICIA A UN AMIGO
Correo electrónico
Tu nombre
Mensaje