EDICIÓN
| INFODRON | INFOESPACIAL | MUNDOMILITAR | TV

IVECO

Iveco entrega Guarani nº 500 e 31 LMV-BR 4x4 para o Exército Brasileiro

A Iveco Defence Vehicles já forneceu ao Exército Brasileiro mais de 500 unidades do Guarani desde 2012, após a assinatura do primeiro contrato em 2009.

Iveco entrega al Ejército de Brasil el blindado Guaraní nº 500

 En este sentido, la firma expuso una maqueta detallada del Centauro II 8x8, con los colores de la fuerza terrestre.Un detalle, entre muchos otros, llamó particularmente la atención: a pesar de que la propuesta italiana contemplaba un cañón de 105mm, el modelo expuesto en la ceremonia estaba armado con el cañón de 120mm de ánima lisa que, si el Centauro II es elegido, proporcionará la mayor potencia de fuego jamás puesta a disposición de un vehículo blindado del Ejército Brasileño.Maqueta del Centauro II 8x8 equipado con un cañón de 120mm.

Brasil recibe 31 vehículos LMV-BR 4x4 adquiridos a Iveco

El primero de estos vehículos ya había sido recibido el pasado abril. Todas las unidades entregadas están equipadas con sistemas de armas y sistemas de Mando y Control/Comunicaciones integrados, tal y como exigía el Ejército. El montaje final de los vehículos se llevó a cabo en la planta que la compañía posee en Sete Lagoas, donde se integraron varios componentes nacionales, como los lanzagranadas de humo, el sistema de armas por control remoto Remax y opciones como las estaciones de armas manuales.

Brasil equipa Iveco LMV com o Remax e Ares prepara a entrada da quarta geração do sistema

Com a evolução do produto, a expectativa da ARES após o estabelecimento desse contrato é de fechar novos negócios com as Forças Armadas brasileiras e abrir oportunidades concretas de exportação do sistema.Durante a CSTM 2021 em Brasília, que será oficialmente inaugurada no próximo dia 24 de novembro, a ARES deverá apresentar no seu estande, segundo comenta-se nos bastidores, a nova SARC REMAX de 4ª Geração integrada ao VBTP-MSR 6x6 Guarani fabricado pela Iveco Defense Vehicles.REMAX 4Em agosto de 2021, durante visita as instalações da ARES no Rio de Janeiro, a reportagem de Infodefensa teve acesso com exclusividade ao mokup funcional/protótipo do novo sistema, que traz capacidades inéditas ao Exército Brasileiro como optrônicos de performance ampliada e giro eixo independente do giro do armamento, o que permite manter o retículo de tiro do sensor optrônico continuamente no alvo (auto-track lock) sem a necessidade de compensar o movimento do tubo da arma montada na estação, o que é uma grande vantagem em termos de performance balística e precisão nos disparos.  Um novo cofre destacável em chapas de alumínio cortadas com precisão vai aumentar em 100 cartuchos a munição disponível por ciclo de recarga, de 200 para 300 tiros de 12,7 mm e de 300 para 400 tiros de 7,62 mm, adiando a necessidade de recarregar a estação de armamento com munição em meio a um engajamento.  Outro importante upgrade, a estação de nova geração vai dispor de telas de operação e controles de tiro duplicados para atirador e comandante do veículo, com punho do comandante prevalecendo sobre o do atirador, capacidade hunter killer 360º e integração de sensores do tipo elaws, caso especificado pelo cliente comprador.  O sensor E-Laws2 da Elbit Systems fornece proteção de 360º contra até quatro tipos de emissores laser comumente usados para guiamento de mísseis anticarro, foguetes e armas sem recuo de curto alcance, dentre outras ameaças.  O sistema de alerta de laser da Elbit Systems detecta, categoriza e localiza fontes de laser como telêmetros para medição da distância, designadores de alvos marcados, feixe bean-rider, iluminadores infravermelhos e sinais emitidos por equipamento de simulação para treinamento.  A ameaça é apresentada de forma gráfica e auditiva, e o operador pode comandar “virar” a nova estação de armas remotamente controlada na direção da emissão e realizar o fogo de saturação, mediante decisão do atirador/comandante do veículo, tornando essa nova SARC capaz de uma primitiva capacidade APS (Sistema de Proteção Ativa).