Xmobots apresenta o Nauru 1000C, SARP estratégico que está sendo testado pelo Exército Brasileiro
EDICIÓN
| INFODRON | INFOESPACIAL | MUNDOMILITAR | TV
Brasil (Portugués) >

Xmobots apresenta o Nauru 1000C, SARP estratégico que está sendo testado pelo Exército Brasileiro

Snapshot 122
O Nauru 1000C exposto no estande do Exército na 6ª Mostra BID Brasil (Imágenes: Xmobots)
|

Snapshot 123

Giovani Amianti, CEO da XMobots, explica o Sistema Nauru 1000C, durante a 6ª Mostra BID Brasil

A XMobots apresentou durante a 6ª Mostra BID Brasil em Brasília o Nauru 1000C, o primeiro SARP CAT-2 desenvolvido na América Latina para operações estratégicas de vigilância, segurança e monitoramento da integridade territorial de um País.

O sistema constitui a união de uma aeronave de asas fixas capaz de executar pouso e decolagem vertical automático e otimizada para empregar tecnologia de ponta desenvolvida para a indústria de defesa e segurança como senores infravermelhos, designadores laser e cameras estabilizadas diuturnas.

O Nauru 1000C – CAT2, da XMobots, é um dos equipamentos mais poderosos do mundo para missões de segurança, vigilância e monitoramento de fronteira terrestre, além de ser o único desenvolvido e fabricado na América Latina para este propósito.

Classificado internacionalmente como um RPA VTOL (Vertical Take-Off and Landing), o Nauru 1000C realiza decolagens e pousos verticais automáticos em uma área plana de apenas 20 metros quadrados, trazendo grande facilidade nas operações.

Snapshot 124

Giovani Amianti, CEO da XMobots, e Gabriel Porto, Gerente de Desenvolvimento do programa Nauru 1000C.

Em suas operações, a aeronave conta com um tanque de 50 litros para combustível, e o sistema VTOL elétrico se apoia na eficiência de 8 motores com baterias independentes montados em dois montantes de material compósito, um em cada asa; a estrutura da fuselagem e asas é fabricada em alumínio e materiais compósitos. 

O motor convencional de 30HP, equipado com abafadores de ruídos, além de ser utilizado no voo de cruzeiro também funciona como um gerador de recarga para as baterias do sistema elétrico de pouso e decolagem.

Com peso máximo operacional de 150kg e alcance de 60 km, o Nauru 1000C executa vários tipos de monitoramento aéreo, de até 10 horas de operação, sejam missões diurnas ou noturnas.

O Nauru 1000C apresenta grande versatilidade, pois foi desenvolvido para operações em cenários diversos, suportando chuva fina, leve ou neblina. Um paraquedas balístico montado no ventre da aeronave permite recupar o SARP e sua valiosa carga paga de sensores.

Snapshot 127

A estação de controle com tres posições para operadores de sensores do sistema gimbal XSIS, projetada como unidade móvel auto-rebocada

O sistema leva embarcado uma torreta estabilizada com optrônicos no espectro visível (EO), infravermelho médio (MWIR), telerômetro laser (LRF) e designador laser (LP) para missões de vigilância, reconhecimento, inteligência e aquisição de alvos.

O sensor XSIS (XMobots Stabilized Imaging System), desenvolvido pela XMobots, é composto por um sistema estabilizador de 85 micro radianos, de elevada performance, responsável por estabilizar os seguintes componentes: Sensor EO (câmera Eletro-Óptica); Sensor IR (câmera Infravermelha de comprimento de onda médio MWIR); Sensor telêmetro (Laser Range Finder para cálculo de distância ao alvo).

Este sistema permite a captura de imagens estabilizadas em altíssima definição, tanto em ambientes iluminados quanto em ambientes escuros por meio de sua câmera termal.

Além disso, o sensor XSIS permite a determinação das coordenadas geográficas dos alvos, rastreio automático de alvos fixos e móveis, além da designação e marcação de alvos por meio de laser invisível ao olho humano.

Com vasta experiência em sistemas aviônicos, a XMobots desenvolveu o Nauru 1000C com dois pilotos automáticos, garantindo a redundância dos sistemas mais críticos da aeronave, oferecendo, desta forma, melhor segurança nas operações.

Snapshot 132

Giovani Amianti, CEO da XMobots, apresenta o Sistema Nauru 1000C

O Sistema Nauru 1000C ainda conta com uma estação de controle com tres posições para operadores de sensores do sistema gimbal XSIS, projetada como unidade móvel auto-rebocada (Shelter) de 2,5 toneladas e equipada com as antenas de enlace de dados terra-ar para o controle e comando do SARP em distãncias de até 100 km.

O Contêiner/ Shelter apresenta capacidade para armazenar 3 RPAs, 2 GDTs (Ground Data Termina – Sistema de Telecomunicações com Apontamento Automático) e 3 GCS (Ground Control Station – Estações de Controle de Solo), além de proteger a equipe de operações durante as missões.

A segurança das informações é assegurada por acesso de pessoal autorizado somente via impressão digital. A unidade móvel está equipada com luzes de emergência, ar-condicionado e assentos ergonômicos, garantindo a redução de stress dos operadores. 

As GCS multifuncionais substituem os laptops robustecidos em missões onde ergonomia e equipamentos de vigilância automatizados capazes de realizar a fusão de dados são essenciais na redução da carga de trabalho dos pilotos e operadores de sensores, garantindo o sucesso das missões.

Snapshot 129

Giovani Amianti, CEO da XMobots, apresenta o sensor XSIS (XMobots Stabilized Imaging System)



Recomendamos


Lo más visto