menú responsive
AMÉRICA | Empresas
-/5 | 0 votos

Entrevista Infodefensa.com

Embraer no KC-390: "Teremos futuros desenvolvimentos para expandir a sua capacidade multimissão"

KC 390 final assembly 08

14/11/2019 | Belo Horizonte

Roberto Caiafa

Eventos como a Fidae 2018 ou o Paris Air Show 2019 confirmaram a maturidade industrial do programa e a viabilidade tecnológica/operacional do avião, que obteve todas as marcas de homologação nos diferentes países e legislações onde foi testado e aprovado.

O KC-390 chegou a sua primeira entrega, no dia quatro de setembro, fechando um espetacular ciclo de diez anos entre os estudos e planejamento, o critical review, congelamento de configuração, prototipagem e fabricação/montagem dos aviões iniciais, ensaios em voo, perda de um protótipo, sufoco orçamentário e registro da primeira venda internacional.

Para trazer até os leitores de Infodefensa as mais recentes atualizações do programa, formulamos uma série de perguntas para a direção da Embraer Defesa e Segurança, cujas respostas reproduzimos a seguir.

Entre as perguntas que Infodefensa fez a Embraer Defesa e Segurança sobre o Programa KC390, estavam algumas dúvidas sobre como o avião seria promovido pela Boeing e se o mercado de Defesa norte-americano entraria no negócio através da Lei Buy American Act. Perguntamos também se isso poderia determinar a criação de uma linha de montagem do KC-390 nos Estados Unidos e a relação disso com os empregos no Brasil.

Segundo a Embraer Defesa e Segurança “Seria prematuro entrar em detalhes de mudanças ainda em definição. O que podemos afirmar é que o KC-390 continuará a ser fabricado em nossa unidade fabril de Gavião Peixoto, no interior do Estado de São Paulo e acreditamos que, ao ser instituído a joint venture com a Boeing, essa parceria irá alavancar as vendas do KC-390".

Quando pontuamos que o KC-390 é um game changer na faixa de 26/29 toneladas e perguntamos se o projeto tem potencial para vendas no mercado civil de transporte de cargas/logística, a empresa respondeu que  “A versão do KC-390 para o mercado civil de transporte faz parte do road map do produto desde o início dos nossos estudos. Acreditamos que, no momento certo, teremos sim essa versão e que, com suas características diferenciadas (grande capacidade de carga e maior velocidade) e por ser baseado num projeto totalmente novo (menor custo operacional), estaremos prontos para atender o mercado pelas próximas décadas".

Também chamamos a atenção da empresa para o fato de que a versão militar de transporte/IFR/lançamento de cargas e paraquedistas está madura e seu desenvolvimento está quase completo. Perguntamos se a EDS consideraria oferecer no mercado versões do KC-390 desenhadas para cumprir missões AEW & C, ISR ou mesmo adaptações do tipo Gunship e recebemos a seguinte resposta “Acreditamos no potencial do KC-390 e estamos certos que, conforme demandas do mercado, teremos futuros desenvolvimentos de versões específicas para expandir ainda mais a sua capacidade multimissão de atuação”.

Perguntada sobre o suporte a entrada em serviço do KC-390 na Força Aérea, a Embraer afirmou que “Com o objetivo de maximizar a disponibilidade operacional da frota de aeronaves KC-390 no cumprimento das respectivas missões, a FAB e a unidade de Serviços & Suporte da Embraer assinaram um abrangente contrato de suporte e serviços, com vigência de cinco anos. Pelo acordo, a TechCare, portfólio de soluções da Embraer, ficará responsável pelo suporte logístico e de engenharia, controle de manutenção, reparo de componentes, equipe de apoio para entrada em serviço, fornecimento de materiais e um módulo adicional que inclui análises estruturais, desenvolvimento de boletins de manutenção e pintura de aeronaves, entre outros serviços”.

Voltar ao especial

 © Information & Design Solutions, S.L. Todos los derechos reservados. Este artículo no puede ser fotocopiado ni reproducido por cualquier otro medio sin licencia otorgada por la empresa editora. Queda prohibida la reproducción pública de este artículo, en todo o en parte, por cualquier medio, sin permiso expreso y por escrito de la empresa editora.

ENVÍO DE LA NOTICIA A UN AMIGO
Correo electrónico
Tu nombre
Mensaje