menú responsive
AMÉRICA | Armada
-/5 | 0 votos

Instalação do cradle de elétrica

Avança a construção o submarino S42 Tonelero da Marinha do Brasil


Avanza la construcción del submarino S42 Tonelero de la Armada de Brasil


02/07/2020 | Belo Horizonte

Roberto Valadares Caiafa

Mais uma etapa de construção do S42 Tonelero, terceiro submarino convencional do Programa de Submarinos da Marinha do Brasil (PROSUB) foi concluída pela Itaguaí Construções Navais (ICN) ao final de junho.

Em menos de uma hora (novo recorde), equipes especializadas promoveram o embarque do cradle de elétrica (que pesa cerca de 30 toneladas e tem 240 componentes) na seção 2A do submarino, compartimento responsável por abrigar os geradores a diesel, com quatro motores acoplados para carregar as baterias do submarino.

O cradle é uma estrutura fixa que funciona como um organizador de cabos, dutos e demais equipamentos no interior dos submarinos.

Neste caso, o cradle de elétrica recebe os painéis e conversores responsáveis por transformar a energia gerada pelos motores a diesel em energia elétrica, para alimentação do motor elétrico principal (MEP), gerando energia para propulsão do submarino em sua silenciosa navegação.

Antes do embarque do cradle de elétrica a ICN já havia instalado com sucesso o chavão de ré, equipamento responsável por receber as conexões da praça de baterias permitindo a instalação dos geradores que auxiliam na propulsão.

Dessa foma, o submarino está cada vez mais próximo de seguir para o Estaleiro de Construção, onde será concluída a união do seu casco resistente e as conexões dos sistemas internos, deixando-o pronto para início dos testes de estanqueidade e flutuabilidade.

O Tonelero (S 42) é um submarino brasileiro, da Classe Riachuelo, derivada da Classe Scorpène, fabricado no Brasil e que se encontra em fase de desenvolvimento pela Marinha do Brasil.

A previsão de lançamento é para o ano de 2021.

As embarcações da Classe Riachuelo são maiores no comprimento, tonelagem e capacidade de carga em relação aos originais franceses. A versão brasileira têm 71,62 metros e 1.870 toneladas, ante os 66,4 metros e 1.717 toneladas dos Scorpènes.

 

Imagens: ICN

 © Information & Design Solutions, S.L. Todos los derechos reservados. Este artículo no puede ser fotocopiado ni reproducido por cualquier otro medio sin licencia otorgada por la empresa editora. Queda prohibida la reproducción pública de este artículo, en todo o en parte, por cualquier medio, sin permiso expreso y por escrito de la empresa editora.

ENVÍO DE LA NOTICIA A UN AMIGO
Correo electrónico
Tu nombre
Mensaje