O acidente do KC-390 não afetará os prazos de entrega
EDICIÓN
| INFODRON | INFOESPACIAL | MUNDOMILITAR | TV
Empresas (Portugués) >

O acidente do KC-390 não afetará os prazos de entrega

A operação de resgate mobilizou dois guindastes de grande capacidade.
|

A Embraer informou em nota publicada no dia 10/05 que o primeiro protótipo do KC-390 saiu da pista enquanto realizava testes de prova em solo na unidade industrial de Gavião Peixoto (SP).

Segundo análise inicial da empresa, foram identificados danos extensos nos três trens de pouso da aeronave além de avarias à parte estrutural da fuselagem (e ponta da asa direita).

A Embraer informou ainda que iniciou estudos transferir parte dos testes para o segundo protótipo da aeronave (e mesmo usar uma das aeronaves da encomenda da Força Aérea Brasileira, se necessário, para obter a Capacidade Operacional Plena).

A empresa também garantiu que os prazos de entrega à FAB serão mantidos para o quarto trimestre deste ano.

Foi aberta uma investigação para esclarecer as causas do incidente.

Essas informações oficiais foram uma reação à série de fotos da operação de resgate do protótipo acidentado, vazadas nas redes sociais.

Esse é o segundo evento/incidente que o protótipo 001 sofre durante a fase de testes da aeronave.

O primeiro foi em 12 de outubro do ano passado, em Gavião Peixoto, durante um teste para avaliar as qualidades de voo em baixa velocidade com formação de gelo.

Na ocasião a empresa só informou que o avião “experimentou um evento além do limite planejado no teste de uma das várias configurações experimentadas”.

CARGUEIRO MILITAR KC-390

O jato de transporte militar/reabastecimento em voo KC-390 é um projeto encomendado pela Força Aérea Brasileira e conta com participação de empresas de Argentina, Portugal e República Tcheca.

Os dois protótipos (em fase final de certificação) acumularam mais de 1.200 horas de voo.

A aeronave tem capacidade para transportar até 23 toneladas de carga.

O modelo também poderá ser empregado para reabastecimento em voo (REVO) de outros aviões (incluindo ele mesmo) ou helicópteros.

Imagens: Redes Sociais / Internet



Recomendamos