menú responsive
AMÉRICA | Aire
-/5 | 0 votos

Reportaje Infodefensa.com

Embraer KC-390, uma década depois


El KC390 es el avión de transporte militar más grande jamás construido en Latinoamérica


 Ver galería de fotos

14/11/2019 | Belo Horizonte

Roberto Valadares Caiafa

Treze de Abril de 2009, LAAD, Riocentro (Rio). Em um pequeno palco, um pôster e uma maquete do então novíssimo KC390, que acabara de ser lançado oficialmente em nova configuração, reune três senhores, o comandante da Força Aérea, brigadeiro Juniti Saito, o ministro da Defesa, Antônio Jobim, e o Diretor-Presidente da Embraer Frederico Curado.

Quatro de setembro de 2019, ALA 2, Anápolis (Goiás). O Presidente da República, Jair Bolsonaro, acompanhado do Ministro da Defesa, Fernando Azevedo e Silva, e do Comandante da Aeronáutica, Tenente-Brigadeiro do Ar Antonio Carlos Moretti Bermudez, celebram a entrega do 1º KC390 a Força Aérea Brasileira com o presidente da Embraer, Jackson Schneider.

Entre esses dois parágrafos, 10 anos de um programa que gerou (após a publicação do Extrato de Inexigibilidade de Licitação Nº 1/2009) uma das mais modernas aeronaves de transporte militar na história da aviação mundial.

Seu nome, Embraer KC390

 

Pensado inicialmente para atender um nicho de mercado específico, na concepção original Embraer, o C-390 de 2007 tornou-se em 2009 o KC-390 dos requerimentos da FAB, um avião de asas altas e calda em “T”, bimotor a jato e capaz de transportar com grande rentabilidade e disponibilidade as cargas militares pesando até 23 toneladas.

O Congresso Brasileiro aprovou, em 2009, a destinação de R$ 305 milhões à Embraer para que o KC-390 fosse desenvolvido. A Revisão Crítica de Projeto (CDR) da aeronave foi concluída em março de 2013.

Os dois protótipos foram apresentados em outubro de 2014 (PT-ZNF) e março de 2016 (PT-ZNJ).

O primeiro voou pela primeira vez em 3 de fevereiro de 2015 e cumpriu mais de cem horas de voo até fevereiro de 2016.

Apesar do atraso de dois anos no cronograma de desenvolvimento do KC-390, a produção em série começou em fevereiro de 2017.

A primeira aeronave das três unidades da série inicial voou pela primeira vez em 9 de outubro de 2018 e, dez dias depois, recebeu a certificação da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC), habilitando o modelo para a sua comercialização e operação em todo o território brasileiro.

A aeronave KC-390 é o maior avião produzido na América Latina e se configura como um novo padrão para o transporte militar médio. Possui uma capacidade de carga de 26 toneladas.

Características tecnicas

 

Seu alcance com 23 toneladas atinge 2.815 km. Com 35,20 metros de comprimento, 11,84 metros de altura, e 35,05 metros de envergadura, consegue navegar na altitude máxima de 11 mil metros, com velocidade de cruzeiro de 870 km/h.

A propulsão é composta por dois Turbofans Pratt & Whitney IAE V2500-E5, com 31 330 lbf (139 400 N) de empuxo cada.

O piso de carga, parte integral da estrutura principal do KC-390, é projetado com resistência para transportar veículos pesados de esteira ou com rodas de até 26.000 kg (57.320 lb).

Uma grade otimizada de anéis para amarração com 10.000 lb e 25.000 lb de capacidade de retenção em qualquer direção permite alterações rápidas de configuração e grande versatilidade para carregamento de carga.

O CHS – “Cargo Handling System” (Sistema de Manuseio de Cargas) possui todos os acessórios necessários para facilitar o carregamento de carga, a retenção e o descarregamento; como anéis para amarração, bandejas de roletes, trilhos e sistemas de travas eletromecânicas de fixação.

O modelo é totalmente compatível com os equipamentos de transporte aéreo militares já existentes, como plataformas tipo V, paletes 463L, fardos A-22 CDS (Container Delivery System) e carregadores terrestres.

Cada avião pode ser reconfigurado para todas as missões em 3 horas ou menos.

Sistemas

 

O KC-390 integra diversos sistemas táticos avançados para assegurar sua capacidade multimissão.

Radar SAR Tático, computadores de missão e sensor eletro-óptico/infravermelho permitem a aplicação flexível da aeronave em diferentes cenários.

A Collins Aerospace (antes Rockwell Collins) fornece o Pro Line Fusion Suite, sistema totalmente interativo que cumpre requisitos CNS/ATM.

Essa aviônica provê uma interface homem/máquina intuitiva, aumentando a produtividade e a segurança, inclusive em missões antarticas.

O desempenho do KC-390 se beneficia de um moderno sistema de controle fly-by-wire com tecnologia integrada que diminui a carga de trabalho da tripulação e aumenta a segurança de sua operação.

Além disso, o modelo pode reabastecer outras aeronaves em voo, com a instalação de tanques internos de combustível removíveis.

Pode também pode ser reabastecido em voo, proporcionando maior flexibilidade para missões mais longas.

Um sistema avançado de autodefesa aumenta a capacidade de sobrevivência em ambientes hostis.

Imagens: Roberto Caiafa, Embraer, Força Aérea Brasileira

Voltar ao especial

 © Information & Design Solutions, S.L. Todos los derechos reservados. Este artículo no puede ser fotocopiado ni reproducido por cualquier otro medio sin licencia otorgada por la empresa editora. Queda prohibida la reproducción pública de este artículo, en todo o en parte, por cualquier medio, sin permiso expreso y por escrito de la empresa editora.

ENVÍO DE LA NOTICIA A UN AMIGO
Correo electrónico
Tu nombre
Mensaje