menú responsive
AMÉRICA | Aire
-/5 | 0 votos

A compra foi anunciada pelo Bolsonaro em janeiro

Força Aérea Brasileira busca financiamento para adquirir dois Airbus A330 após veto à Economia

Airbus A330 MRTT. Foto: Airbus

Airbus A330 MRTT. Foto: Airbus

10/03/2021 | Belo Horizonte

Roberto Valadares Caiafa

O interesse brasileiro em dois transportes pesados Airbus A330 MRTT/KC2 Voyager, materializado durante visita de uma dessas aeronaves ao Brasil em 2019, ganhou notoriedade no dia 29 de janeiro último quando o presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, anunciou durante uma “Live” em suas mídias sociais que seu governo estaria negociando a compra desses aviões através de um crédito de R$ 500 milhões, esse dinheiro sendo oriundo de investigações judiciais de combate a corrupção (Operação Lava-Jato).

Durante as semanas seguintes, e em meio ao recrudescimento da crise pandêmica no Brasil, especulações de todo tipo surgiram com relação aos aviões e sobre como se daria a compra.

No dia 26 de fevereiro surge o primeiro relato de que o Ministério da Economia, através do titular da pasta, o ministro Paulo Guedes, atendendo a determinação da Junta de Execução Orçamentária, teria vetado o emprego desse recurso para a compra dos aviões por considerar que seriam melhor empregados no combate a Pandemia do COVID-19.

Nos bastidores, logo após as negativas da equipe econômica do Governo virem a público, negociações para substituir os recursos anteriormente planejados para a compra desses aviões por outro tipo de operação financeira suportada pela própria Força Aérea Brasileira foram abertas.

A FAB está determinada em obter esses meios, e o comandante do Comando Geral de Apoio (Comgap), brigadeiro Carlos Baptista de Almeida Jr, tornou-se um dos “porta-vozes” do assunto A330 MRTT usando sua conta no Twitter para atualizar o assunto.

Segundo o militar, o affair A330 MRTT deverá receber novas atualizações em breve, já que o Alto Comando da Força Aérea entende a urgência de dispor desses aviões em meio ao quadro de pandemia cada vez mais complicado que o Brasil atravessa.

Portanto, a provável compra de dois Airbus A330 MRTT não foi cancelada, como ventilado na mídia, mas está sendo reorganizada com novos interlocutores e buscando outras fontes de recursos para a sua concretização.

 

 © Information & Design Solutions, S.L. Todos los derechos reservados. Este artículo no puede ser fotocopiado ni reproducido por cualquier otro medio sin licencia otorgada por la empresa editora. Queda prohibida la reproducción pública de este artículo, en todo o en parte, por cualquier medio, sin permiso expreso y por escrito de la empresa editora.

ENVÍO DE LA NOTICIA A UN AMIGO
Correo electrónico
Tu nombre
Mensaje