menú responsive
AMÉRICA | Tierra
-/5 | 0 votos

LAAD 2019

Ares e Equitron apresentarão seu protótipo Cascavel Torc30 no Rio


Cascavel TORC30 na LAAD 2019


21/03/2019 | Belo Horizonte,MG

Roberto Caiafa

O blindado EE-9 Cascavel modernizado criado pela empresa paulista Equitron como demonstrador de conceito recebeu um upgrade promovido pela ARES Aeroespacial.

Trata-se de um protótipo que deverá ser apresentado ao público durante a feira internacional de Defesa LAAD 2019, que acontece entre os dias 2 a 5 de abril no Rio de Janeiro.

Saiu a torre modificada pela Equitron, e armada com canhão de 90 mm, e no seu lugar instalou-se a torre automatizada TORC30 com seu canhão inteligente de fogo rápido de 30mm capaz de disparar munição alto explosivo, flecha anticarro e munição ABM antiaérea, convertendo o EE-9 assim configurado em um Veículo Blindado de Combate (Apoio a Infantaria) ou VBC (AI).

Ainda não se conhecem todos os detalhes da união entre chassis do Cascavel modernizado e a torre TORC30, mas é possível algumas observações interpretando fotos e vídeos.

A primeira é que o carro ficou com um aspecto bem diferente, e seu perfil lateral aparenta ter ficado mais baixo que na configuração original Engesa com torre de 90 mm (descontando-se a instalação dos optrônicos da TORC30 e da torre REMAX).

A segunda, aparentemente, o trabalho de adaptação feito pela Equitron no "anel da torre" do chassis para instalar a nova torre modificada 90 mm (removida) "casou-se" perfeitamente com a torre TORC30, ao menos numa primeira visualização externa.

Seria interessante, por exemplo, ver o posto do atirador da TORC30 dentro do EE-9 Cascavel (no vídeo é sugerido que esteja atrás do motorista), ainda mais se considerarmos que sobre a TORC 30 vai montada uma estação de armamento ARES REMAX com uma metralhadora de 12,7 mm.

O chassis EQUITRON VBR Cascavel MSR 6x6 EE9U

A VBR Cascavel MSR 6x6 EE9U é um projeto de modernização que abrange alterações na carcaça e praticamente em todos os sistemas da viatura (a torre com arma de 90 mm não será citada pois foi descartada).

As atualizações no trem de força (Mercedes MTU M926 320HP), no bumerangue e na caixa de reversão e transferência tornaram esse chassis muito mais capaz em termos de performances.

O sistema de exaustão, com uma caixa difusora apontando para cima tem como função diminuir a assinatura termal do carro, aumentando seu fator de sobrevivência.

A torre ARES TORC30

O sistema TORC30 permite a operação remota de um canhão Rheinmetall MK30-2/ABM de 30mm, montado sobre uma viatura blindada, estabilizado em direção e elevação com a viatura em movimento, observando e identificando alvos terrestres e aéreos com o uso de câmera e monitor, e realizando a pontaria e o disparo do armamento a partir de uma estação de controle remoto no interior da viatura.

O projeto, desenvolvido em parceria com o Centro Tecnológico do Exército (CTEx), oferece um Suporte Logístico Integrado (SLI) no Brasil, apresenta aplicação dual para alvos terrestres e aéreos (munição inteligente ABM), possui comunalidade com outros sistemas de armas da ARES, otimizando a manutenção e facilitando o treinamento de operadores, e o design da torre com perfil baixo aumenta seu fator de sobrevivência.

Acesso interno da torre para (re) municiamento e trabalhos de manutenção, conferindo maior segurança à tripulação, é outra qualidade do projeto.

Imagens:Ares Aeroespacial / Paulo Roberto Bastos

 © Information & Design Solutions, S.L. Todos los derechos reservados. Este artículo no puede ser fotocopiado ni reproducido por cualquier otro medio sin licencia otorgada por la empresa editora. Queda prohibida la reproducción pública de este artículo, en todo o en parte, por cualquier medio, sin permiso expreso y por escrito de la empresa editora.

ENVÍO DE LA NOTICIA A UN AMIGO
Correo electrónico
Tu nombre
Mensaje