menú responsive
AMÉRICA | Tierra
-/5 | 0 votos

Projeto SIC²CFN

Elbit fornece seus rádios E-LynX para os fuzileiros navais brasileiros

Sistemas SMARTmr-M, PNR-1000 e MCTR-7200HH que integram o módulo de comunicação do SIC2CFN (Victor M. S. Barreira).

Sistemas SMARTmr-M, PNR-1000 e MCTR-7200HH que integram o módulo de comunicação do SIC2CFN (Victor M. S. Barreira).

03/07/2019 | Estambul

Victor M.S. Barreira

O Corpo de Fuzileiros Navais (CFN) da Marinha do Brasil recebe rádios tácticos definidos por software da família E-LynX da Elbit Systems.

Os rádios são recebidos no âmbito do projeto SIC²CFN (Sistema Integrado de Comando e Controle para o CFN) implementado pelo Comando do Material de Fuzileiros Navais (CMatFN), com o propósito de melhorar significativamente a capacidade de comando, controle, comunicações, informática, inteligência, vigilância e reconhecimento da força anfíbia da Marinha do Brasil. 

São recebidos rádios portáteis pessoais PNR-1000, rádios portáteis do tipo handheld MCTR-7200HH, rádios portáteis do tipo manpack MCTR-7200MP e rádios veiculares MCTR-7200MP-V550, assim como acessórios e equipamentos associados.

Uma família de última geração

 

A família de rádios de combate multi-banda E-LynX com multi-formas de ondas, permite criar redes de comunicações tácticas robustas e extremamente rápidas com capacidade Blue Force Tracking contínua e precisa e arquitectura aberta para transmissão de voz, partilha de dados e fluxo de vídeo.

O PNR-1000 integra especificamente o sistema integrado de combate do soldado de Elbit Systems Dominator, este que inclui ainda o computador portátil robustecido Raptor, no qual corre o aplicativo de comando e controle multi-plataforma DTAC2, combinado de cabeça e subsistema de carga e protecção individual.

O recebimento dos itens que constam do SIC²CFN foi iniciado em Agosto de 2018 e deverá ficar concluído em Outubro de 2019.

O SIC²CFN composto por quatro módulos principais foi contratado em 31 de Março de 2017 por 40 milhões de dólares à Elbit Systems. Consiste no módulo de gestão de batalha em rede para todas as forças, incluindo locais fixos, postos de comando e soldados montados e apeados e que recorre a aplicativos de gerenciamento do campo de batalha e "hardware" associado; módulo de comando e controle de fogo de artilharia com o sistema Elbit Systems Combat-NG; módulo de comunicação, abrangendo meios de HF, VHF, UHF e SATCOM; e o módulo de guerra electrónica constituído por tecnologias de comando e controle, V/UHF COMINT/DF e V/UHF COMJAM.

A capacitação de pessoal para a operação e manutenção do sistema adquirido, apoio logístico integrado, transferência de tecnologia e projetos de compensação estão incluídos.

Os rádios integram o módulo de comunicação, este que compreende também o roteador tático multimédia e servidor de aplicativos Elbit Systems SMARTmr-M para plataformas táctica móveis e postos de comando.

Ferramenta de comando e controle

O computador portátil robustecido Raptor encontra-se incluído no sistema Dominator adquirido para o CFN (Victor M. S. Barreira).

 

O SIC²CFN veio aumentar a capacidade de comando e controle de um Grupamento Operativo de Fuzileiros Navais, nível Unidade Anfíbia, especificamente as componentes de comando, apoio de serviços ao combate, combate aéreo e combate terrestre.

Este permite alcançar a consciência situacional do campo de batalha, pelo acompanhamento por meio da digitalização das tarefas desenvolvidas em tempo real por seus elementos constituídos, da manobra realizada por seus componentes e obtendo, em consequência, uma maior capacidade de gerenciamento das ações que lhes são afetas e aumento de sua eficiência e eficácia operacional.

Foto: O computador portátil robustecido Raptor encontra-se incluído no sistema Dominator adquirido para o CFN (Victor M. S. Barreira).

 © Information & Design Solutions, S.L. Todos los derechos reservados. Este artículo no puede ser fotocopiado ni reproducido por cualquier otro medio sin licencia otorgada por la empresa editora. Queda prohibida la reproducción pública de este artículo, en todo o en parte, por cualquier medio, sin permiso expreso y por escrito de la empresa editora.

ENVÍO DE LA NOTICIA A UN AMIGO
Correo electrónico
Tu nombre
Mensaje