menú responsive
AMÉRICA | Armada
-/5 | 0 votos

Guardião da Amazônia Azul

Programa de Desenvolvimento de Submarinos: R$ 2,261 bilhões em 2014

Scorpene submarine DCNS 400x209

25/04/2014

(infodefensa.com) São Paulo.- A Marinha do Brasil mantém a previsão de conclusão do submarino nuclear, chamado de Guardião da Amazônia Azul, para 2023, embora seu cronograma físico-financeiro se estenda até 2025. "Até o momento, o Prosub está sendo executado dentro do previsto, com pequenas alterações", é o que afirma o contra-almirante José Roberto Bueno Junior, diretor do Centro de Comunicação da Marinha.

Encerrada a fase de concepção, o submarino nuclear passa agora pela etapa do projeto básico. As fases seguintes incluem o detalhamento, construção e testes. Para tanto, o Brasil já investiu R$ 10,3 bilhões no programa, aproximadamente 48% do aporte necessário.

Em 2014, a previsão é de injeção de mais R$ 2,261 bilhões. Até a sua conclusão, outros R$ 11 bilhões devem ser aplicados. Armado com torpedos e mísseis, o Guardião da Amazônia Azul terá 100 metros de comprimento, cerca de 10 metros de diâmetro e 17 metros de altura. Com

Contenido gratuito disponible para suscriptores

 

Si todavía no se ha suscrito, pinche aquí, el registro es totalmente gratuito. En caso contrario, introduzca sus datos:

 © Information & Design Solutions, S.L. Todos los derechos reservados. Este artículo no puede ser fotocopiado ni reproducido por cualquier otro medio sin licencia otorgada por la empresa editora. Queda prohibida la reproducción pública de este artículo, en todo o en parte, por cualquier medio, sin permiso expreso y por escrito de la empresa editora.

SÍGUENOS EN

APPS

ENVÍO DE LA NOTICIA A UN AMIGO
Correo electrónico
Tu nombre
Mensaje