menú responsive
AMÉRICA | Empresas
-/5 | 0 votos

Indústria de Material Bélico do Brasil

Exército Brasileiro avalia o fuzil de assalto 7.62mm IA2. 

Militar do Exército Brasileiro com o fuzil de assalto 7.62mm IA2.

Militar do Exército Brasileiro com o fuzil de assalto 7.62mm IA2.

18/06/2019 | Estambul

Victor M.S. Barreira

O Exército Brasileiro deverá concluir nas próximas semanas a avaliação operacional do fuzil de assalto 7.62mm IA2 desenvolvido pela empresa local IMBEL (Indústria de Material Bélico do Brasil). Este poderá resultar como uma solução adequada para tropas que operam em cenários que exigem fogo mais pesado.

A avaliação operacional do fuzil foi iniciada em Janeiro de 2019 e decorre no 1º Batalhão de Infantaria de Selva Aeromóvel (1º BIS Amv) em Manaus, 1º Esquadrão de Cavalaria Paraquedista (1º Esq C Pqdt) do Rio de Janeiro e 72º Batalhão de Infantaria Motorizado (72º BI Mtz) de Petrolina.

Cada força recebeu para avaliação uma quantidade de fuzis em torno de 7.

Após a conclusão dos testes, será gerado um relatório de desempenho do material, que será encaminhado ao Centro de Avaliações do Exército (CAEx), o Exército Brasileiro informou.

Após os procedimentos burocráticos concluídos, o exército poderá contratar um lote piloto do...

Contenido gratuito disponible para suscriptores

 

Si todavía no se ha suscrito, pinche aquí, el registro es totalmente gratuito. En caso contrario, introduzca sus datos:

 © Information & Design Solutions, S.L. Todos los derechos reservados. Este artículo no puede ser fotocopiado ni reproducido por cualquier otro medio sin licencia otorgada por la empresa editora. Queda prohibida la reproducción pública de este artículo, en todo o en parte, por cualquier medio, sin permiso expreso y por escrito de la empresa editora.

ENVÍO DE LA NOTICIA A UN AMIGO
Correo electrónico
Tu nombre
Mensaje