menú responsive
AMÉRICA | Aire
-/5 | 0 votos

Voo de batismo previsto para 23 de outubro

O primeiro caça Gripen F-39 chega ao Brasil


El primer caza Gripen F-39 llega a Brasil por vía marítima


22/09/2020 | Belo Horizonte

Roberto Valadares Caiafa

Na manhão do último domigo (20/09) chegou ao porto de Navegantes, no sul do Brasil, o navio cargueiro MV Elke e sua valiosa carga, o primeiro caça F.39 Gripen destinado a Força Aérea Brasileira.

Sob a responsabilidade do fabricante SAAB até a sua entrega em definitivo aos brasileiros, o avião foi transportado por via marítima até o porto de Itajaí/Navegantes por ser esta a solução mais simples e segura, evitando complexos planejamentos de voo que envolveriam diversas autorizações de sobrevoo de diferentes espaços aéreos, sem falar na indisponibilidade de pilotos brasileiros treinados no avião qualificados para voos de longa duração.

Após uma viagem de 20 dias a partir da Suécia, o FAB 4100 foi  içado do navio para terra onde foi remontado (assento ejetável, rodas dos trens de pouso principais, etc) e agora aguarda o momento do seu traslado para o aeroporto de Navegantes, localizado a menos de 3 km do porto e servido por ruas internas de ligação entre as duas instalações.

Um forte esquema de segurança foi montado para a realização de todas as estapas dos trabalhos no avião até a sua decolagem com proa de Gavião Peixoto, atividade que deverá acontecer até a quarta-feira 23 de setembro, de acordo com permissões de voo emitidas pelas autoridades aeronáuticas brasileiras em favor do fabricante SAAB.

Primeiro exemplar de uma encomenda de 36 aviões, o Gripen E FAB 4100 é uma aeronave instrumentada (FTI – Flight Test Instrumentation) e dará continuidade às campanhas de ensaio iniciadas na Suécia relativas ao Programa Gripen Brasileiro.

As entregas das aeronaves operacionais para a FAB começam em 2021 e  estas serão operadas por unidades aéreas da Ala 2, na Base Aérea de Anápolis (GO).

O avião também deverá voar sobre Brasília (DF) na comemorações do 23 de Outubro de 2020, o Dia do Aviador e data magna da Força Aérea Brasileira.

Além de comprar os novos caças Gripen, o Brasil também está aprendendo a produzir esse tipo de aeronave através de um elaborado programa de transferência de tecnologia.

O contrato firmado com a SAAB em 2013 inclui a transferência de tecnologia do avião militar para a indústria brasileira.

Nos próximos anos, o jato sueco-brasileiro vai assumir o posto dos caças F-5 Tiger e AMX da FAB.

Dos 36 caças encomendados, 15 deles (oito modelos monopostos e sete bipostos) serão construídos integralmente no Brasil. A produção nacional do Gripen será concentrada na unidade da Embraer em Gavião Peixoto (SP). Engenheiros brasileiros também participam do desenvolvimento do Gripen F (versão para dois pilotos), modelo que até o momento foi comprado somente pelo Brasil.

 

 

 © Information & Design Solutions, S.L. Todos los derechos reservados. Este artículo no puede ser fotocopiado ni reproducido por cualquier otro medio sin licencia otorgada por la empresa editora. Queda prohibida la reproducción pública de este artículo, en todo o en parte, por cualquier medio, sin permiso expreso y por escrito de la empresa editora.

ENVÍO DE LA NOTICIA A UN AMIGO
Correo electrónico
Tu nombre
Mensaje