menú responsive
AMÉRICA | Empresas
-/5 | 0 votos

Projeto Micla-BR

Brasil e Avibras desenvolverão míssil de longo alcance para aeronave F-39 Gripen

O Micla-BR sendo disparado de um caça F.39 Gripen E da FAB (Imagem: Força Aérea)

O Micla-BR sendo disparado de um caça F.39 Gripen E da FAB (Imagem: Força Aérea)

24/11/2020 | Belo Horizonte

Roberto Valadares Caiafa

A Força Aérea Brasileira (FAB) e a Avibras Aeroespacial e Defesa celebraram, nesta segunda-feira (23), um Memorando de Entendimentos com o objetivo de formalizar a intenção da empresa brasileira em desenvolver mísseis de cruzeiro de longo alcance, com a contribuição da FAB, no que tange ao compartilhamento de expertises e necessidades militares globais para mísseis dessa classe.

O Comandante da Aeronáutica, Tenente-Brigadeiro do Ar Antonio Carlos Moretti Bermudez, recebeu o Diretor-Presidente da AvibrasIndústria Aeroespacial, João Brasil Carvalho Leite.

Também estiveram presentes na ocasião o Chefe do Estado-Maior da Aeronáutica (Emaer), Tenente-Brigadeiro do Ar Marcelo Kanitz Damasceno; o Vice-Chefe do Emaer, Major-Brigadeiro do Ar Sérgio Roberto de Almeida; o Chefe da Sexta Subchefia do Emaer, Major-Brigadeiro do Ar Jefson Borges; e o Chefe do Gabinete do Comandante da Aeronáutica, Major-Brigadeiro do Ar Pedro Luís Farcic.

Este projeto conta com a participação da Força Aérea, principalmente no compartilhamento de expertises, de forma a colaborar com o desenvolvimento de um produto confiável, eficiente e de tecnologia avançada, em atendimento às necessidades operacionais da Força Aérea.

De acordo com o Tenente-Brigadeiro Bermudez, a contribuição inicial da FAB no projeto será na área de desenvolvimento conceitual. "É um momento marcante para a Força Aérea, uma vez que este documento sintetiza tudo que foi pensado e discutido e, agora, estamos dando os primeiros passos para colocar em prática", complementou.

O Tenente-Brigadeiro Damasceno acrescentou: "Nós estamos alinhando, hoje, estratégias e caminhos de ação. Dentro dos projetos estratégicos da FAB, este é um dos mais importantes. Será a concretização de um projeto para uso real de um avião de guerra, que é o F-39 Gripen", disse.

Segundo o Presidente da AVIBRAS, o trabalho em conjunto com a Força Aérea é de longa data. "A parceria com a Aeronáutica é histórica. É a consagração de um trabalho conjunto que começou em 2004. Agora vamos, de fato, trabalhar em um projeto que vai fazer a diferença para o País e isto nos enche de orgulho", disse.

Características do projeto

 

O Micla-BR, assim denominado no Plano Estratégico Militar da Aeronáutica (Pemaer), é um projeto nacional de desenvolvimento de um míssil de cruzeiro de longo de alcance, com propulsão baseada em motor a reação, para lançamento a partir de plataformas aéreas.

Com os conhecimentos a serem adquiridos durante o desenvolvimento do Micla será possível projetar uma família de mísseis semelhantes, utilizando tecnologia de ponta, para aplicação em variados cenários de conflito armado pelas Forças Armadas brasileiras.

Os benefícios a serem gerados com esta iniciativa vão além do incremento na capacidade de defesa do Brasil, pois contribuirá para o fomento da Base Industrial de Defesa, gerando empregos, evolução tecnológica, e até mesmo divisas por meio da possibilidade de exportação de produtos tecnológicos de alto valor agregado.

Imagens: Força Aérea Brasileira, Ministério da Defesa, Rafael Luiz Canossa

 

 © Information & Design Solutions, S.L. Todos los derechos reservados. Este artículo no puede ser fotocopiado ni reproducido por cualquier otro medio sin licencia otorgada por la empresa editora. Queda prohibida la reproducción pública de este artículo, en todo o en parte, por cualquier medio, sin permiso expreso y por escrito de la empresa editora.

ENVÍO DE LA NOTICIA A UN AMIGO
Correo electrónico
Tu nombre
Mensaje