Pela quinta vez o Brasil é sede da CONJEFAMER
EDICIÓN
| INFODRON | INFOESPACIAL | MUNDOMILITAR | TV
Brasil (Portugués) >

Pela quinta vez o Brasil é sede da CONJEFAMER

O CONJEFAMER em como objetivo fortalecer os laços institucionais entre as Forças Aéreas do continente. Imagem: SICOFOA
|

Estreitar laços com as Forças Aéreas do continente americano, bem como fortalecer a cooperação militar entre os países e promover a troca de experiências, principalmente para o planejamento de ações de ajuda humanitária.

Esses serão alguns dos tópicos discutidos durante a 57ª Conferência dos Comandantes das Forças Aéreas Americanas (CONJEFAMER), dque acontece entre os dias 5 a 9 de junho, em Natal (Base Aérea de Natal/BANT).

Pela quinta vez, o Brasil é sede da CONJEFAMER. O encontro anual faz parte do Sistema de Cooperação entre as Forças Aéreas Americanas (SICOFAA) e nesta edição conta com a participação de mais de 15 Forças Aéreas.

"A troca de experiências na CONJEFAMER é muito importante. Este é o momento de discutir assuntos e acordos que serão benéficos tanto para a FAB quanto para as demais Forças", explicou o Chefe dos Assuntos Internacionais da Força Aérea Brasileira, brigadeiro-do-ar Antonio Pereira da Silva Filho. A Conferência terá sessões plenárias e executivas e reuniões bilaterais, em que serão discutidos assuntos de interesse das Forças Aéreas das Américas, incluindo Exercícios de Cooperação, focados nas atividades aéreas para apoio a desastres naturais.

SICOFAA

Criado em 1961, o SICOFAA abrange aproximadamente 20 países do continente americano e tem como objetivo fortalecer os laços institucionais entre as Forças Aéreas, para uma cooperação profissional e operacional.

Nesta reunião, em Natal, participam os representantes de Argentina, Bolívia, Brasil, Canadá, Chile, Colômbia, Equador, Estados Unidos, El Salvador, Guatemala, Guiana, Honduras, México, Nicarágua, Panamá, Paraguai, Peru, República Dominicana e Uruguai.

Como convidados especiais participam a Junta Interamericana de Defesa e a Academia Interamericana das Forças Aéreas.

Imagens: Força Aérea Brasileira / SICOFOA / U.S. Air Force photo Scott M. Ash



Recomendamos