menú responsive
AMÉRICA | Defensa
-/5 | 0 votos

O presidente coloca em risco programas estratégicos

Bolsonaro corta o orçamento da Defesa do Brasil em 44%

Bolsonaro corta 44% do orçamento de defesa 2019.

Bolsonaro corta 44% do orçamento de defesa 2019.

14/05/2019 | Belo Horizonte, MG

Roberto Caiafa

O Ministério da Defesa sofrerá uma contingência (corte) de 44% no orçamento de 2019 para a pasta.

Um total de 5,8 bilhões de reais do orçamento da Carteira de Defesa foi bloqueado pela ala econômica do governo.

A decisão foi anunciada na terça-feira ao Alto Comando das Forças Armadas, em reunião com o presidente Jair Bolsonaro.

O governo atribui o corte a um processo de equalização orçamentária divulgado na Esplanada dos Ministérios, de acordo com a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF).

A medida não agradou a liderança militar.

Os militares observaram que, proporcionalmente, é a maior contingência feita nos últimos anos, e feita em uma gestão integral dos militares e administrada por um presidente de origem militar.

O Palácio do Planalto garante, no entanto, que não serão apenas as Forças Armadas que sofrerão cortes.

O...

Contenido gratuito disponible para suscriptores

 

Si todavía no se ha suscrito, pinche aquí, el registro es totalmente gratuito. En caso contrario, introduzca sus datos:

 © Information & Design Solutions, S.L. Todos los derechos reservados. Este artículo no puede ser fotocopiado ni reproducido por cualquier otro medio sin licencia otorgada por la empresa editora. Queda prohibida la reproducción pública de este artículo, en todo o en parte, por cualquier medio, sin permiso expreso y por escrito de la empresa editora.

ENVÍO DE LA NOTICIA A UN AMIGO
Correo electrónico
Tu nombre
Mensaje