menú responsive
AMÉRICA | Defensa
-/5 | 0 votos

Desenvolvimento conjunto dos mísseis Marlin e Umkhonto

Denel Dynamics oferece novas alianças industriais para o Brasil

O míssil A-Darter na ponta da asa esquerda de um Gripen E (F.39)

O míssil A-Darter na ponta da asa esquerda de um Gripen E (F.39)

14/06/2019 | Belo Horizonte

Roberto Caiafa

O ministro da Defesa do Brasil, Fernando Azevedo, foi informado pela Denel Dynamics sobre sua linha de mísseis, incluindo o A-Darter*, Umkhonto e Marlin, durante sua recente visita ao país, e discutiu a divisão do trabalho futuro entre Brasil e Denel na industrialização do A-Darter.

Azevedo esteve acompanhado pelo Embaixador do Brasil, naquele país, Nedilson Ricardo Jorge, e pelos Adidos: de Defesa e Naval no país, Capitão de Mar e Guerra Pedro Silva Filho; do Exército, Coronel Isais Martins Junior; e aeronáutico, Coronel Aviador Gustavo Luis da Silveira e Eliseu.

Azevedo foi convidado a participar da inauguração presidencial sul-africana no final do mês passado e visitou o Grupo Denel na ocasião.

Ele foi apresentado pelo CEO do Denel Group, Danie du Toit, que disse que gostaria de continuar o relacionamento entre o Brasil e a África do Sul.

Japie Mare, gerente do programa A-Darter, fez uma apresentação sobre a história e o status atual do míssil, mostrando o sucesso do programa e a futura divisão de trabalho entre a Denel e a indústria brasileira.

O desenvolvimento do A-Darter começou no âmbito do Projeto Assegai em 1995, mas os cortes de financiamento interromperam o desenvolvimento até que o Brasil aderisse ao programa em 2006.

Os testes começaram em 2010 e a linha de base do produto foi estabelecida em 2018, abrindo caminho para a industrialização e a fabricação.

A Força Aérea da África do Sul estabeleceu um contrato de produção com a Denel para o míssil em março de 2015, com os primeiros quatro mísseis de instrução programados para entrega no ano fiscal de 2018/19 e o lote final de mísseis operacionais programados para entrega no ano civil de 2021.

Devido a restrições de financiamento, a arma só será transportada pelos jatos Gripen C/D da Força Aérea da África do Sul.

No Brasil, o A-Darter equipará os 36 novos caças Gripen E/F da Força Aérea Brasileira.

* O A-DArter é um míssil ar-ar de curto alcance, com imageamento infravermelho, de alta manobrabilidade e de quinta geração, desenvolvido conjuntamente pelo Brasil e África do Sul.

Imagens: Ministério da Defesa / DENEL / Roberto Caiafa

 © Information & Design Solutions, S.L. Todos los derechos reservados. Este artículo no puede ser fotocopiado ni reproducido por cualquier otro medio sin licencia otorgada por la empresa editora. Queda prohibida la reproducción pública de este artículo, en todo o en parte, por cualquier medio, sin permiso expreso y por escrito de la empresa editora.

ENVÍO DE LA NOTICIA A UN AMIGO
Correo electrónico
Tu nombre
Mensaje