menú responsive
AMÉRICA | Tierra
-/5 | 0 votos

Últimos testes antes da entrega das primeiras unidades

Brasil e Iveco testam o sistema lançador de granadas fumígenas do VBMT-LR 4x4


Brasil e Iveco evalúan el sistema de lanzamiento de granadas de humo del vehículo VBMT-LR 4x4


 Ver galería de fotos

16/02/2021 | Belo Horizonte

Roberto Valadares Caiafa

A Diretoria de Fabricação do Exército Brasileiro e a Iveco Veículos de Defesa realizaram, com apoio do 4º Grupo de Artilharia Antiaérea (Sete lagoas, MG), testes de engenharia para integração de Sistema Lançador de Granadas Fumígenas na Viatura Blindada Multitarefa Leve de Rodas 4x4 (VBMT-LR 4x4).

Os testes foram realizados no contexto do Projeto de Obtenção da VBMT-LR 4x4, dentro do Programa Estratégico do Exército (Prg EE) Guarani.

O modelo encontra-se em fase final de revisão para realização da avaliação no Centro de Avaliações do Exército (CAEx). Após o termino dessa avaliação começa a entrega efetiva dos primeiros 32 exemplares.

Iveco LMV para o Exército Brasileiro

 

No ano de 2013, o Estado-Maior do Exército (EME) aprovou o Estudo de Viabilidade da Viatura Blindada Multitarefa Leve de Rodas (VBMT-LR), que viria a complementar o Projeto Estratégico do Exército Guarani.

A implementação desta nova classe de veículos surgiu devido ao aumento da utilização de Dispositivos Explosivos Improvisados (IED), implicando inviabilidade no uso de viaturas leves com baixa ou inexistente blindagem (como a Agrale Marruá) para determinadas missões – especialmente em ambientes urbanos.

O LMV atendeu uma lista de requisitos técnicos que englobam dimensões, desempenho, proteção balística anti-minas nível 2 e sistema de armas. A VBMT-LR é uma viatura 4x4 com um peso máximo de 8 toneladas e capacidade de carga de 1 tonelada com espaço para uma guarnição de 5 homens, com requisitos de blindagem e especificações bélicas de sobrevivência para os tripulantes.

O LMV será produzido na planta da divisão de defesa em Sete Lagoas (MG), a mesma que faz o Guarani. O modelo está apto para missões de patrulhamento e pacificação em qualquer ambiente, seja urbano ou em rotas fora de estrada.

Cerca de quatro mil unidades já foram vendidas em outros países e de diferentes continentes, principalmente nos membros da Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN).

Segundo o Escritório de Projetos do Exército (EPEx), no início do processo licitatório, em novembro de 2013, o Exército previa a compra de 32 unidades, mas os planos originais preveem adquirir outros lotes totalizando 186 viaturas.

Contudo, a definição das aquisições dos veículos em lotes, por parte do Exército, está sujeita às restrições orçamentárias.

Imagens: Diretoria de Fabricação do Exército Brasileiro via 4ºGAAAe/Iveco Veículos de Defesa

 © Information & Design Solutions, S.L. Todos los derechos reservados. Este artículo no puede ser fotocopiado ni reproducido por cualquier otro medio sin licencia otorgada por la empresa editora. Queda prohibida la reproducción pública de este artículo, en todo o en parte, por cualquier medio, sin permiso expreso y por escrito de la empresa editora.

ENVÍO DE LA NOTICIA A UN AMIGO
Correo electrónico
Tu nombre
Mensaje