menú responsive
AMÉRICA | Defensa
-/5 | 0 votos

Fernando Azevedo e Silva

Bolsonaro demite ministro da Defesa em meio a ampla reforma do governo

Fernando Azevedo e Silva.

Fernando Azevedo e Silva.

30/03/2021 | Belo Horizonte

Roberto Valadares Caiafa

O presidente Jair Bolsonaro efetivou nesta segunda-feira (29/03) a sua primeira reforma ministerial após mais de dois anos de governo.

As mudanças acontecem na Secretaria de Governo, na Casa Civil, no Ministério das Relações Exteriores, no Ministério da Defesa, no Ministério da Justiça e Segurança Pública e na Advocacia-Geral da União (AGU).

O general Luiz Eduardo Ramos, anteriormente a frente da Secretaria de Governo, substitui o general Walter Braga Netto no comando da Casa Civil.

Braga Netto, por sua vez, assume o Ministério da Defesa, substituindo o ministro Fernando Azevedo e Silva, demitido pelo presidente Jair Bolsonaro.

Mudanças

 

Com a reforma, o delegado da Polícia Federal Anderson Gustavo Torres assume o Ministério da Justiça e Segurança Púbica.

Antes, ele estava na Secretaria de Segurança Pública do Distrito Federal.

Assim, André Mendonça volta para a Advocacia-Geral da União (AGU), cargo que ocupou até abril do ano passado.

Mendonça substituirá José Levi, que também foi demitido nesta tarde.

Em outra troca, o embaixador Carlos Alberto Franco França assumirá o comando do Ministério de Relações Exteriores no lugar de Ernesto Araújo, também demitido.

 © Information & Design Solutions, S.L. Todos los derechos reservados. Este artículo no puede ser fotocopiado ni reproducido por cualquier otro medio sin licencia otorgada por la empresa editora. Queda prohibida la reproducción pública de este artículo, en todo o en parte, por cualquier medio, sin permiso expreso y por escrito de la empresa editora.

ENVÍO DE LA NOTICIA A UN AMIGO
Correo electrónico
Tu nombre
Mensaje