menú responsive
MUNDO
-/5 | 0 votos

Aeronaves fabricadas pela Embraer

Dois pilotos da Força Aérea do Mali morrem quando colidem com o A-29 Super Tucano


Dois pilotos da Força Aérea do Mali morrem quando colidem com o A-29 Super Tucano


08/04/2020 | Belo Horizonte

Roberto Valadares Caiafa

Na última terça-feira, sete de abril de 2020, uma aeronave A-29 Super Tucano da Força Aérea do Mali acidentou-se com perda total de material e pessoal.

Os primeiros informes dão conta que a aeronave executou uma manobra radical a baixa altura, entrou em perda sobre o dorso e chocou-se contra o solo, sem dar chances para os tripulantes ejetarem-se.

Um vídeo mostraria o momento da queda, registrado na localidade de Sevari, região de Mopti, próximo ao Rio Níger.

Sévaré é uma cidade com cerca de 40.000 habitantes, bem próxima ao rio Níger.

Está situada 10 quilômetros a sudeste de Mopti e a 10 km ao sul de Fatoma, a antiga capital de Kunaari.

Segundo a Força Aérea do Mali “O Super Tucano TZ04 caiu na terça-feira, 7 de abril, perto de Camp Sévaré, os dois pilotos falecendo no local.

Eles são o capitão Moussa Maïga e o segundo tenente Mamadou Boubacar Traoré.

Essas informações foram fornecidas pelo Chefe do Estado-Maior (CEM-AA), Brigadeiro-General Souleymane Doucouré.

O avião voltava de uma missão de reconhecimento no setor 3 de Timbuktu (onde ocorrem intensos combates) voando em ala com outro Super Tucano da Força Aérea do Mali, de prefixo TZ02.

Segundo o general  Doucouré, as aeronaves estavam em formação retornando de Timbuktu a Sévaré e tudo estava bem. Foi durante as manobras de pouso que o Super Tucano A-29 TZ04 perdeu o controle e chocou-se contra o solo.

O general informou que, de acordo com as instruções relativas às investigações sobre acidentes e incidentes na aviação militar, todas as providências foram tomadas pelas autoridades civis e militares de Mopti.

Uma comissão militar técnica foi criada para esse fim.

Doucouré concluiu informando que a comissão é uma missão independente e não prejudica a investigação civil e judicial. Algo que está de acordo com as regras internacionais, especificamente o Anexo 13 da Aviação Civil Internacional. Ele também enfatizou que o promotor militar da região de Mopti, a empresa brasileira Embraer Defesa e Segurança, construtora do Super Tucano, e a Agência de Aviação Civil do Mali foram informados.

Uma região em conflito

 

A Força Aérea do Mali encomendou a Embraer Defesa e Segurança seis treinadores/ataque leve A-29 Super Tucano em 2014, encomenda depois reduzida para quatro exemplares.

Os quatro aviões foram entregues de uma vez em 2018, após diversos atrasos, em um voo transoceânico apoiado por um C-130 Hércules da Força Aérea Brasileira.

Esses A-29 Super Tucanos são considerados os mais capazes dentre os existentes na África, atuando em meio a pesados combates contra forças rebeldes que operam no território do Mali em uma longa guerra civil.

A Guerra Civil do Mali começou em janeiro de 2012 e prossegue até os dias atuais.

O conflito teve início na sequência de uma rebelião separatista contra o governo do Mali por elementos dos povos tuaregues e grupos islâmicos fundamentalistas na região de Azauade, no deserto do Sara.

Conduzida inicialmente pelo Movimento Nacional de Libertação do Azauade (MNLA), a mais recente encarnação de uma série de revoltas das populações nômades tuaregues que remonta pelo menos até 1916, contra a exploração desse solo por multinacionais europeias e estadunidenses.

O MNLA foi formado por antigos revoltosos e um número significante de combatentes tuaregues fortemente armados que lutaram pelo Conselho Nacional de Transição ou pelo Exército Líbio durante a Guerra Civil Líbia.

Imagens: Forces Armées Maliennes/Embraer

© Information & Design Solutions, S.L. Todos los derechos reservados. Este artículo no puede ser fotocopiado ni reproducido por cualquier otro medio sin licencia otorgada por la empresa editora. Queda prohibida la reproducción pública de este artículo, en todo o en parte, por cualquier medio, sin permiso expreso y por escrito de la empresa editora.

ENVÍO DE LA NOTICIA A UN AMIGO
Correo electrónico
Tu nombre
Mensaje