Brasil equipa Iveco LMV com o Remax e Ares prepara a entrada da quarta geração do sistema
EDICIÓN
| INFODRON | INFOESPACIAL | MUNDOMILITAR | TV
Brasil (Portugués) >

Brasil equipa Iveco LMV com o Remax e Ares prepara a entrada da quarta geração do sistema

LMV BRASIL CAIAFA1
|

O Exército Brasileiro publicou no Diário Oficial da União a compra de oito exemplares do SARC Remax destinadas as Viaturas Blindadas Multitarefa, Leve Sobre Rodas (VBMT-LSR) 4x4, também conhecido como IVECO LMV (total encomendado de 32 veículos)

A assinatura do contrato com a empresa Ares, do Rio de Janeiro, marca o início de uma nova fase do sistema REMAX, até então utilizado apenas nas viaturas blindadas de transporte de pessoal médio sobre rodas VBTP-MSR 6x6 Guarani, fabricados no Brasil pela IVECO Defense Vehicles

LMV BRASIL CAIAFA

No próximo dia 23 de novembro, a IVECO Defense Vehicles fará a entrega oficial ao Exército Brasileiro do 6x6 Guarani de número 500 e, acredita-se, do primeiro lote de blindados 4x4, e ambos estarão equipados com a REMAX de 3ª geração, marcando assim o que poderia ser uma das últimas entregas do tipo, pois segundo apurou Infodefensa, as próximas SARC a serem entregues já serão da nova versão denominada REMAX 4.

A REMAX 4 apresenta um novo e melhorado conjunto de sensores dotado de movimento em elevação e deriva independente do eixo de movimentação da estação de armas, permitindo, entre outras vantagens, investigar com os optrônicos setores no entorno do veículo sem a necessidade de apontar o armamento naquela direção, aumentando a segurança para tropas e civis próximos.

De acordo com a publicação no DOU, o contrato prevê, além do fornecimento do SARC Remax, curso de manutenção e transferência de capacidade para organizações militares usuárias. O Sistema de suporte conta com o emprego de um APP concebido para permitir o acompanhamento on-line da manutenção preditiva e corretiva dos sistemas entregues.

A Ares trabalha há mais de 15 anos em parceria com o Exército Brasileiro no desenvolvimento, fabricação e fornecimento desse tipo de equipamento, e vem se dedicando para dar continuidade à evolução do projeto, que já anota seis anos de emprego operacional com a tropa.

A empresa está investindo no desenvolvimento de uma nova e mais capaz versão do REMAX, de quarta-geração, na capacitação constante da sua equipe de suporte, na infraestrutura e na qualidade dos processos, no aprimoramento da tecnologia slip ring, e na criação de mais bases para o suporte logístico dos equipamentos em todo o território brasileiro.

Com a evolução do produto, a expectativa da ARES após o estabelecimento desse contrato é de fechar novos negócios com as Forças Armadas brasileiras e abrir oportunidades concretas de exportação do sistema.

Durante a CSTM 2021 em Brasília, que será oficialmente inaugurada no próximo dia 24 de novembro, a ARES deverá apresentar no seu estande, segundo comenta-se nos bastidores, a nova SARC REMAX de 4ª Geração integrada ao VBTP-MSR 6x6 Guarani fabricado pela Iveco Defense Vehicles.

REMAX 4

BSP 4523 IDR 13783


Em agosto de 2021, durante visita as instalações da ARES no Rio de Janeiro, a reportagem de Infodefensa teve acesso com exclusividade ao mokup funcional/protótipo do novo sistema, que traz capacidades inéditas ao Exército Brasileiro como optrônicos de performance ampliada e giro eixo independente do giro do armamento, o que permite manter o retículo de tiro do sensor optrônico continuamente no alvo (auto-track lock) sem a necessidade de compensar o movimento do tubo da arma montada na estação, o que é uma grande vantagem em termos de performance balística e precisão nos disparos. 

Um novo cofre destacável em chapas de alumínio cortadas com precisão vai aumentar em 100 cartuchos a munição disponível por ciclo de recarga, de 200 para 300 tiros de 12,7 mm e de 300 para 400 tiros de 7,62 mm, adiando a necessidade de recarregar a estação de armamento com munição em meio a um engajamento. 

Outro importante upgrade, a estação de nova geração vai dispor de telas de operação e controles de tiro duplicados para atirador e comandante do veículo, com punho do comandante prevalecendo sobre o do atirador, capacidade hunter killer 360º e integração de sensores do tipo elaws, caso especificado pelo cliente comprador. 

Caiafa remax4

O sensor E-Laws2 da Elbit Systems fornece proteção de 360º contra até quatro tipos de emissores laser comumente usados para guiamento de mísseis anticarro, foguetes e armas sem recuo de curto alcance, dentre outras ameaças. 

O sistema de alerta de laser da Elbit Systems detecta, categoriza e localiza fontes de laser como telêmetros para medição da distância, designadores de alvos marcados, feixe bean-rider, iluminadores infravermelhos e sinais emitidos por equipamento de simulação para treinamento. 

A ameaça é apresentada de forma gráfica e auditiva, e o operador pode comandar “virar” a nova estação de armas remotamente controlada na direção da emissão e realizar o fogo de saturação, mediante decisão do atirador/comandante do veículo, tornando essa nova SARC capaz de uma primitiva capacidade APS (Sistema de Proteção Ativa).



Recomendamos


Lo más visto