Elbit fornece seus rádios E-LynX para os fuzileiros navais brasileiros
EDICIÓN
| INFODRON | INFOESPACIAL | MUNDOMILITAR | TV
Tierra (Portugués) >

Elbit fornece seus rádios E-LynX para os fuzileiros navais brasileiros

Sistemas SMARTmr-M, PNR-1000 e MCTR-7200HH que integram o módulo de comunicação do SIC2CFN Victor M. S. Barreira.
|

O Corpo de Fuzileiros Navais (CFN) da Marinha do Brasil recebe rádios tácticos definidos por software da família E-LynX da Elbit Systems.

Os rádios são recebidos no âmbito do projeto SIC²CFN (Sistema Integrado de Comando e Controle para o CFN) implementado pelo Comando do Material de Fuzileiros Navais (CMatFN), com o propósito de melhorar significativamente a capacidade de comando, controle, comunicações, informática, inteligência, vigilância e reconhecimento da força anfíbia da Marinha do Brasil.

São recebidos rádios portáteis pessoais PNR-1000, rádios portáteis do tipo handheld MCTR-7200HH, rádios portáteis do tipo manpack MCTR-7200MP e rádios veiculares MCTR-7200MP-V550, assim como acessórios e equipamentos associados.

Uma família de última geração

A família de rádios de combate multi-banda E-LynX com multi-formas de ondas, permite criar redes de comunicações tácticas robustas e extremamente rápidas com capacidade Blue Force Tracking contínua e precisa e arquitectura aberta para transmissão de voz, partilha de dados e fluxo de vídeo.

O PNR-1000 integra especificamente o sistema integrado de combate do soldado de Elbit Systems Dominator, este que inclui ainda o computador portátil robustecido Raptor, no qual corre o aplicativo de comando e controle multi-plataforma DTAC2, combinado de cabeça e subsistema de carga e protecção individual.

O recebimento dos itens que constam do SIC²CFN foi iniciado em Agosto de 2018 e deverá ficar concluído em Outubro de 2019.

O SIC²CFN composto por quatro módulos principais foi contratado em 31 de Março de 2017 por 40 milhões de dólares à Elbit Systems. Consiste no módulo de gestão de batalha em rede para todas as forças, incluindo locais fixos, postos de comando e soldados montados e apeados e que recorre a aplicativos de gerenciamento do campo de batalha e "hardware" associado; módulo de comando e controle de fogo de artilharia com o sistema Elbit Systems Combat-NG; módulo de comunicação, abrangendo meios de HF, VHF, UHF e SATCOM; e o módulo de guerra electrónica constituído por tecnologias de comando e controle, V/UHF COMINT/DF e V/UHF COMJAM.

A capacitação de pessoal para a operação e manutenção do sistema adquirido, apoio logístico integrado, transferência de tecnologia e projetos de compensação estão incluídos.

Os rádios integram o módulo de comunicação, este que compreende também o roteador tático multimédia e servidor de aplicativos Elbit Systems SMARTmr-M para plataformas táctica móveis e postos de comando.

Ferramenta de comando e controle

O computador portátil robustecido Raptor encontra-se incluído no sistema Dominator adquirido para o CFN (Victor M. S. Barreira).

O SIC²CFN veio aumentar a capacidade de comando e controle de um Grupamento Operativo de Fuzileiros Navais, nível Unidade Anfíbia, especificamente as componentes de comando, apoio de serviços ao combate, combate aéreo e combate terrestre.

Este permite alcançar a consciência situacional do campo de batalha, pelo acompanhamento por meio da digitalização das tarefas desenvolvidas em tempo real por seus elementos constituídos, da manobra realizada por seus componentes e obtendo, em consequência, uma maior capacidade de gerenciamento das ações que lhes são afetas e aumento de sua eficiência e eficácia operacional.

Foto: O computador portátil robustecido Raptor encontra-se incluído no sistema Dominator adquirido para o CFN (Victor M. S. Barreira).



Recomendamos